Publicidade

Correio Braziliense

Menina que caiu de prédio em BH comemorava Dia das Crianças com parentes

Caso aconteceu nesse domingo (13/10), de acordo com os documentos das duas corporações, a garota dormia no apartamento dos tios


''

O quadro de saúde da criança poderia ser pior, caso o apartamento 103 estivesse vazio(foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press)
O quadro de saúde da criança poderia ser pior, caso o apartamento 103 estivesse vazio (foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press)
menina de 10 anos, que caiu de um prédio situado em Belo Horizonte, está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e se recupera da tragédia ocorrida nesse domingo (13/10). Enquanto a Polícia Civil ainda investiga o caso, um inquérito foi aberto nesta segunda-feira (14/10), a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros já registram o fato com maiores detalhes em seus sistemas.
 
De acordo com os documentos das duas corporações, a garota dormia no apartamento dos tios, no nono andar. Ela comemorava, com eles e alguns primos, o Dia das Crianças, celebrado no último sábado.

Por volta das 0h25, os parentes ouviram um barulho e gritos de socorro. Os apelos vinham do apartamento 103, onde a menina caiu na área privativa do imóvel, segundo as corporações.

Ela despencou até o telhado colonial desse apartamento, se chocou contra essa estrutura e a perfurou, caindo na área privativa.

O quadro de saúde da criança poderia ser pior, caso o apartamento 103 estivesse vazio. Felizmente, assim que ouviu o barulho, o vizinho, que dormia no momento do fato, correu até a área privativa e acionou o socorro.

A notícia só foi contada ao pai dela quando a garota já estava no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, de acordo com as autoridades. Uma assistente social repassou os dados.

A menina continua internada no mesmo hospital. No dia do fato, ela passou por duas cirurgias. Segundo informações da TV Globo, a garota já conversou com os familiares, está consciente e se alimenta dentro de suas possibilidades.

A Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), responsável por administrar o João XXIII, não repassa informações sobre os quadros de saúde de seus pacientes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade