Publicidade

Correio Braziliense

Prédio residencial de sete andares desaba em Fortaleza (CE)

O prédio fica em uma área nobre da capital cearense, tinha sete andares e era habitado


postado em 15/10/2019 11:11 / atualizado em 15/10/2019 14:13

Prédio que desabou tinha sete andares(foto: Reprodução/Internet)
Prédio que desabou tinha sete andares (foto: Reprodução/Internet)
Um prédio residencial de sete andares desabou nesta terça-feira, (15/10), em Fortaleza, capital do Ceará. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ao menos duas pessoas morreram. Outros oito foram resgatadas com vida e levados ao hospital. 

Um porta-voz do Corpo de Bombeiros disse em entrevista coletiva às 14h que além dos dois mortos e oito resgatados, duas vítimas foram localizadas vivas e conscientes sob os escombros e dez pessoas estão desaparecidas. 



De acordo com a Secretaria Pública e Defesa Social (SSPDS), equipes especializadas em estrutura colapsadas e cães farejadores são utilizados na operação de resgate. Drones e uma plataforma mecânica que possibilita uma visão elevada e central da estrutura também são utilizados.

O desabamento aconteceu por volta das 10h30 da manhã e algumas casas próximas ao prédio, que fica no bairro Dionísio Torres, uma região nobre da cidade, ficaram sem energia elétrica. Um prédio vizinho teve o muro danificado após o desabamento. Veículos que estavam estacionados na rua também foram atingidos por destroços e há muita poeira na rua.



Testemunhas disseram que viram moradores saindo correndo de dentro do condomínio. Além do Corpo de Bombeiros, equipes do SAMU, Polícia Militar e Defesa Civil estão no local. Pedestres que passavam na hora e que tiveram ferimentos leves foram levados para clínicas. 

Embora a movimentação no local seja intensa, ruas no entorno do edifício foram isoladas. Inicialmente, a orientação dos órgãos oficiais é para que moradores e curiosos se afastem da rua por risco de outros desabamentos, choques elétricos e explosões, por conta de possíveis vazamentos de gás. Por volta das 11h20, as primeiras ambulâncias com vítimas saíram em direção aos hospitais da região.
 
Imagens de satélite mostram que o prédio tinha sete andares e uma cobertura(foto: Google maps)
Imagens de satélite mostram que o prédio tinha sete andares e uma cobertura (foto: Google maps)


Reportagem em atualização
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade