Publicidade

Correio Braziliense

Em 10 minutos, sequência de acidentes deixa seis mortos no sul de Minas

No primeiro acidente, em Três Corações, uma carreta tombou e o motorista morreu. Em seguida, outra carreta, um carro e um ônibus se envolveram em um engavetamento


postado em 28/10/2019 20:17

(foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)
(foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)
Uma sequência de acidentes com apenas 10 minutos de diferença deixou seis pessoas mortas na noite desse domingo na BR-381, em Três Corações, no Sul de Minas Gerais. Entre as vítimas estão ocupantes de veículos de carga, um ônibus e um carro. O congestionamento chegou a 13 quilômetros. 

 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o primeiro acidente ocorreu às 21h30 no km 737,5, no sentido São Paulo. Uma carreta que transportava uma carga de cocos tombou e o motorista morreu. O passageiro sofreu ferimentos leves e foi levado a um hospital. 

 

Às 21h40, no km 737,2, no mesmo sentido, houve um engavetamento entre outra carreta, um carro e um ônibus. De acordo com o Corpo de Bombeiros, testemunhas disseram que o tombamento da carreta gerou um congestionamento, obrigando os motoristas a pararem na pista. O ônibus não teria conseguido parar e acabou atingido o Ecosport, com placas de São Paulo, que estava atrás do outro veículo de carga. 

 

O condutor da carreta não se feriu, mas todos os quatro ocupantes do carro, que ficou prensado entre os dois, morreram. No ônibus havia mais de 30 passageiros. Um deles, que estava na frente com o motorista, chegou a ser levado para um hospital, mas também não resistiu aos ferimentos. 

 

Alguns passageiros procuraram atendimento por meios próprios e não chegaram a ser identificados pela PRF. Inicialmente, a polícia contabiliza quatro pessoas em estado grave e outras 23 com lesões leves. 

 

Em entrevista ao Estado de Minas na manhã desta segunda-feira, o proprietário da empresa do ônibus envolvido no acidente, Pedro José de Araújo, de 82 anos, disse que o passageiro que morreu era Marcelo Henrique Miranda, 37 anos, marido da neta dele. Além da esposa, ele deixa um filho de 11 anos. “Ele estava indo para São Paulo comprar mercadorias de atacado”, explicou, contando que todos estão muito abalados. 

 

Segundo ele, este é o primeiro acidente envolvendo a TransAraújo, que tem sede em Divinópolis, Centro-Oeste de Minas. “O carro saiu da minha garagem 18h30. Cinquenta anos que tenho a empresa e nunca carro meu bateu”. Ele diz que a empresa fazia a linha Divinópolis – São Paulo há mais de 20 anos, em viagens realizadas duas ou três vezes por semana, e que o ônibus estava regular. Araújo recebeu informações de que o primeiro acidente (tombamento de carreta) não estava sinalizado. 

 

Ainda segundo o empresário, os passageiros estão recebendo apoio. Representantes foram a Três Corações acompanhar as pessoas que estão no Hospital São Sebastião e foi providenciado transporte para os que quiseram seguir viagem e os que preferiram voltar a Divinópolis. 

 

O trânsito precisou ser interditado nas duas direções. Às 5h, houve a liberação do sentido Belo Horizonte. No sentido São Paulo, o trânsito foi normalizado meia hora depois. 

Outro ônibus se envolve em acidente

Já no início da manhã, outro acidente envolvendo um ônibus foi registrado na BR-381, em Carmo da Cachoeira, também no Sul do estado. Duas carretas também se envolveram na colisão, segundo a concessionária Arteris Fernão Dias. A batida foi no km 722 e provocou um congestionamento de 4 quilômetros no sentido São Paulo. O acidente ocorreu por volta das 7h30 e não há informações sobre vítimas. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade