Publicidade

Correio Braziliense

"Aquele pretinho ali": taxista é vítima de injúria racial em Belo Horizonte

Segundo o boletim de ocorrência, passageiro chamou o motorista de 'aquele pretinho ali' na presença de policiais militares e outras testemunhas. Ele foi autuado em flagrante pelo crime


postado em 16/11/2019 11:19

(foto: Moises Silva/EM/D.A Press)
(foto: Moises Silva/EM/D.A Press)

Um homem foi preso em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte, depois de chamar um taxista de "aquele pretinho ali", segundo consta no boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM). A fala foi feita na presença de policiais militares e outras testemunhas. O autor, de 61 anos, foi autuado em flagrante pelo crime, pagou fiança e foi liberado.

De acordo com a PM, o crime aconteceu na noite dessa quinta-feira (14/11). Por volta das 22h40, a corporação foi acionada por causa de uma briga que acontecia na Avenida Amazonas, no Centro de Betim. O passageiro de um táxi e o condutor, de 39 anos, estavam em uma discussão sobre o preço de uma corrida.

Em conversa com os policiais militares, o passageiro, Celso Serafim de Cássia Rezende, afirmou, segundo consta no boletim de ocorrência, que pediu uma corrida para Esmeraldas. O taxista aceitou e teria dito que a viagem ficaria em R$ 80. O homem, então, tentou negociar e perguntou se podia ser feito por R$ 60.

Neste momento, segundo informações da PM, Celso disse que o taxista teria dito para ele ir a pé. O que deu início a uma discussão.

Os militares foram até o local onde acontecia a briga e, durante os levantamentos do caso, flagraram Celso se referindo ao taxista como “aquele pretinho ali”. Diante disso, foi dada voz de prisão a ele por injúria racial. O homem foi encaminhado para a delegacia. Segundo a Polícia Civil, ele foi autuado em flagrante pelo crime, pagou fiança e foi liberado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade