Publicidade

Correio Braziliense

França bate a Holanda e fica com o terceiro lugar do Mundial Sub-17

Em jogo movimentado, franceses venceram os atuais campeões europeus por 3 a 1


postado em 17/11/2019 17:40

Kalimuendo-Miunga marcou três vezes e decidiu a partida para os franceses(foto: Reprodução/FIFA)
Kalimuendo-Miunga marcou três vezes e decidiu a partida para os franceses (foto: Reprodução/FIFA)

partida com poucos espectadores e muitos gols, a seleção francesa bateu a Holanda por 3 a 1 e ficou com a medalha de terceiro lugar do Mundial Sub-17. O grande destaque da partida foi Kalimuendo-Miunga, que marcou um hat-trick e liderou a França para a vitória.

As 1.232 pessoas que compareceram ao Bezerrão para a disputa de 3º lugar viram um jogo movimentado , com a Holanda saindo à frente no placar, mas com a França sendo mais efetiva no ataque e segura na defesa. O equilíbrio da equipe francesa prevaleceu e, assim, bateram a Holanda, atual campeã da Euro da categoria.

A tarde inspirada de Kalimuendo-Miunga, atacante que marcou os três gols do triunfo francês, garantiu à seleção azul a segunda melhor participação em mundiais Sub-17 da equipe, ficando atrás apenas do título conquistado em 2001. Com os três tentos anotados, chegou a cinco gols na competição e se tornou, ao lado de Mbuku, o artilheiro da equipe no Mundial.

Outro destaque da equipe francesa, cotado a ser o melhor jogador do campeonato, Aouchiche não brilhou diante dos holandeses, mas encerrou sua participação na Copa com um gol marcado e sete assistências em sete partidas.


Os primeiros 45 minutos


Com times mistos, França e Holanda entraram em campo de ressaca três dias após as eliminações nas semifinais. E o primeiro tempo mostrou dois times sonolentos, muitos erros de passe e pouca movimentação.

Se tinha um jogador acordado na primeira etapa, esse era Soppy. O lateral direito francês, que fez uma ótima partida contra o Brasil, mostrou para o que veio na Copa do Mundo Sub-17. Na sua segunda investida pela direita, o lateral deixou Mbuku, artilheiro francês, na cara do gol. Mas o camisa 11 bateu fraco nas mãos do goleiro holandês. 

Mas quem abriu o placar foi a Holanda. Aos 14 minutos, o capitão da laranja mecânica, Taylor, descolou um lindo lançamento para Taabouni, 10. O meia entrou sozinho na área e, com tranquilidade, deu uma cavadinha para encobrir Semedo. Holanda 1 x 0 França.

Sete minutos após a abertura do placar, a França respondeu na mesma moeda. O lateral, Altikulac avançou pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para Kalimuendo-Muinga estufar as redes e marcar seu primeiro gol da tarde. 

O ‘novo Pogba’, o volante e capitão francês Agoume, que estava suspenso contra o Brasil, vinha fazendo boa partida. Além do camisa 10 do PSG, Aouchiche que conduzia o time ao ataque. A Holanda ficava atrás esperando uma brecha para sair em contra ataque. Assim terminou a primeira etapa.

Vantagem francesa


Logo aos três minutos da etapa final, o camisa 10 francês, Aouchiche, líder de assistências no torneio, deixou Mbuku na cara do goleiro. Mas o atacante bateu na trave. Seis minutos depois, em contra ataque mortal dos Blues, Kalimuendo-Muinga recebeu cara a cara com goleiro e só tirou deslocou o arqueiro holandês para virar a partida.

Com a desvantagem no placar, a Holanda exigiu muito do goleiro da França Semedo. Hansen, artilheiro do campeonato com seis gols, poderia empatar a partida mas parou em ótima defesa de Semedo. Após a bela atuação do arqueiro a França matou a partida. 

Aouchiche bateu de fora da área, o goleiro Raatsie espalmou no travessão e voltou para ele, Klimuendo-Muinga, dar números finais ao jogo e à particição das seleções europeias no torneio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade