Publicidade

Correio Braziliense

PF deflagra operação para investigar fraudes em contratos de TI

Serão cumpridos 11 mandados de busca e apreensão. Até o momento, a PF apurou que foram desviados mais R$ 27 milhões em recursos federais podendo chegar a mais de R$ 70 milhões


postado em 19/11/2019 11:19

Contratos com empresas de tecnologia da informação foram fraudados(foto: úlio Lapagesse/CB/D.A Press)
Contratos com empresas de tecnologia da informação foram fraudados (foto: úlio Lapagesse/CB/D.A Press)
A Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU), deflagrou na manhã desta terça-feira (19/11) a operação Vaporware que visa combater fraudes em contratos na área de tecnologia da informação em órgãos federais. A organização criminosa teria desviado mais de  R$ 27 milhões, mas o valor pode chegar a mais de R$ 70 milhões.

Segundo a PF, órgãos como Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Ministério da Integração Nacional (MIN), Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) e a Companhia Docas do Estado de São Paulo (CODESP) utilizaram uma antiga ata de registro de preços da extinta Secretaria de Portos de Presidência de República para firmar os contratos, inclusive podendo fazer adesões posteriores para favorecer a empresa investigada, cujo nome não foi divulgado pela PF.

Serão cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em empresas de TI e em residências de empresários, servidores e ex-servidores públicos, no Distrito Federal e em São Paulo. Segundo a PF, os envolvidos responderão pelos crimes de fraude em licitação, peculato, corrupção passiva e tráfico de influência.

*Estagiária sob a supervisão de Vinicius Nader

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade