Publicidade

Correio Braziliense

Professora morre depois de ser atingida por bala perdida em Juiz de Fora

O tiro que acertou Fabiana Filipino Coelho foi disparado por um policial militar reformado que tentou conter um adolescente. O menor havia acabado de cometer um assalto no Centro da cidade


postado em 21/11/2019 15:00 / atualizado em 21/11/2019 15:05

Professora estava no Centro da cidade quando foi atingida (foto: Reprodução/Facebook)
Professora estava no Centro da cidade quando foi atingida (foto: Reprodução/Facebook)
A morte de uma professora do Instituto Estadual de Educação (Escola Normal JF) em Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata, causou comoção e revolta na cidade. A mulher foi atingida por um tiro disparado por um policial militar reformado. Ele tentava conter um adolescente que tinha acabado de cometer um assalto. Durante a briga com o menor, atirou.

Fabiana Filipino Coelho, de 44 anos, foi atingida e morreu em um hospital do município. O policial foi ferido a facadas e levado para uma unidade de saúde. Já o adolescente acabou detido. O enterro da educadora será nesta quinta-feira no Cemitério Parque da Saudade. 

A confusão aconteceu em um dos pontos mais movimentados de Juiz de Fora. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), um adolescente de 16 anos roubou uma mulher na Rua Mal. Deodoro. O crime foi flagrado por pedestres que passavam pela região do Centro da cidade. As pessoas começaram a gritar e tentar conter o menor. 

Um policial militar reformado que estava na região correu atrás do adolescente. Os dois entraram em luta corporal. Na briga, o menor desferiu diversas facadas contra o policial, que acabou ferido no braço. O PM, então, sacou uma arma e atirou contra o rival. Porém, o tiro acabou atingindo Fabiana, que passava pelo local. 

A professora foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital Albert Sabin. Porém, acabou não resistindo aos ferimentos. O policial também foi socorrido e levado para mesma unidade de saúde. Segundo a PM, ele passaria por uma cirurgia por causa dos ferimentos no braço. O adolescente foi apreendido e encaminhado para a delegacia. 

De acordo com a PM, o menor já é conhecido no meio policial. Ele já tinha sido detido outras quatro vezes por roubo e porte ilegal de armas.

A Polícia Civil informou que o caso foi registrado como homicídio. O auto de apreensão do adolescente foi ratificado. Ele será encaminhado para a Justiça, onde vai passar por audiência. A corporação não informou se o policial militar reformado será detido.  

Comoção

Fabiana era professora de matemática no Instituto Estadual de Educação de Juiz de Fora. Nas redes sociais dela, vários amigos, familiares e alunos, deixaram mensagens de conforto e lamentação pela morte da educadora.  Nesta quinta-feira, estudantes fizeram uma manifestação pelas ruas da cidade pedindo por Justiça. O corpo dela deve ser enterrado ainda nesta tarde no Cemitério Parque da Saudade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade