Publicidade

Correio Braziliense

Árvore de Natal de maconha é encontrada em casa no Espírito Santo

De acordo com os moradores da residência, a ideia da decoração de maconha era fazer "um Natal diferenciado"


postado em 11/12/2019 16:39 / atualizado em 11/12/2019 16:58

(foto: Divulgação/ Policia Militar)
(foto: Divulgação/ Policia Militar)
Decorar a casa para as comemorações de Natal é costume para milhares de famílias no país. É nessa época que a criatividade aflora e o ambiente fica customizado de acordo com o gosto de cada um. Porém, uma ação da Polícia Militar do Espírito Santo, nesta quarta-feira (11/12), notou que uma família de Serra, no Espírito Santo, decidiu enfeitar a casa de uma maneira inusitada: os moradores da casa optaram por uma árvore de Natal de maconha

Segundo informações do jornal local Folha Vitória, a polícia teria sido acionada por causa de uma ocorrência que envolvia a guarda compartilhada de uma criança de 4 anos. Segundo o cabo Willian Chaves, responsável pelo caso, o pai da menina não queria autorizá-la a sair da residência dele e, por isso, a família materna recorreu à polícia.

Entretanto, quando a PM chegou ao endereço, percebeu que as duas árvores de Natal que enfeitavam a casa da família, eram, na verdade, pés de maconha decorados com bolas brilhantes, luz pisca-pisca, laços e outros enfeites natalinos.

De acordo com a PM do Espírito Santo, as árvores eram grandes e estavam no jardim da casa. Além disso, foi descrito pelas autoridades que as árvores teriam sido apelidadas de Cannabis Natalina e, abaixo da planta, havia um presépio completo. 

O dono da casa teria confessado a plantação da erva e afirmado ainda que a proposta seria "um Natal em família, diferenciado".

O dono da casa, a mulher e outro jovem que estava presente foram levados à 3ª Delegacia Regional da Serra. O caso será investigado pela Polícia Civil do Espírito Santo.

* Estagiário sob supervisão de Roberto Fonseca

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade