Publicidade

Correio Braziliense

Parto de bebê com tumor mobiliza 50 profissionais de equipe médica no MS

A mãe havia ido ao hospital para se queixar de dores abdominais e exames detectaram que seu filho estava com Teratoma Cervical. O caso aconteceu em dezembro


postado em 10/01/2020 20:58 / atualizado em 10/01/2020 21:03

(foto: Divulgação/HRMS)
(foto: Divulgação/HRMS)
O parto de um bebê mobilizou cerca de 50 profissionais e duas salas do centro cirúrgico do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS). A megaoperação ocorreu no início de dezembro, quando a instituição recebeu uma gestante de 33 semanas. Vanessa Barbosa Furtado precisou de uma cirurgia complexa por conta da descoberta de um tumor em seu filho.

Vanessa chegou ao hospital de Campo Grande, em 7 de dezembro do ano passado, se queixando de dores abdominais. A então gestante foi internada e passou por exames que diagnosticaram que o filho estava com Teratoma Cervical, um tipo de tumor constituído de células parenquimatosas, representativas de mais de uma camada germinativa.

A partir daí, a equipe médica passou a estudar o caso com informações de artigos científicos e realizou simulações teóricas para se preparar para a cirurgia, definindo que a melhor opção de tratamento para o caso seria a ressecção cirúrgica do tumor com manutenção do aporte respiratório.

No procedimento, o bebê foi parcialmente retirado com sucesso do ventre em uma cesariana, para ser entubado. Em seguida, o recém-nascido foi levado para outra sala do centro cirúrgico para a realização de procedimento de retirada do tumor, enquanto a mãe passava pelo procedimento de conclusão da cesariana.

A operação contou com a participação de enfermeiros, médicos, anestesistas, cirurgiões, obstetras, pediatras, especialista em cabeça e pescoço, intensivista neonatal, técnicos e fisioterapeutas. 

(foto: Divulgação/HRMS)
(foto: Divulgação/HRMS)


Vanessa recebeu alta poucos dias depois do parto. E José, como foi batizada a criança, segue internado na unidade intermediária para acompanhamento especializado.

A diretora presidente do hospital, Rosana Leite de Melo, especialista em cabeça e pescoço, foi uma das profissionais fundamentais para que a cirurgia fosse concluída com sucesso. 

"Esse procedimento como um todo inspirou os profissionais do HRMS, e esse trabalho em equipe assim como a estrutura da Instituição deixou nítido a competência e as possibilidades que o hospital pode alcançar”, declarou a diretora.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade