Publicidade

Correio Braziliense

Parque Olímpico e Complexo Esportivo de Deodoro, no Rio, reabrem hoje

Justiça suspendeu liminar que determinou interdição dos espaços


postado em 28/01/2020 12:35

Local foi interditado até que fossem fornecidos o laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros e o habite-se da prefeitura(foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Local foi interditado até que fossem fornecidos o laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros e o habite-se da prefeitura (foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
O Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, e o Complexo Esportivo de Deodoro reabrem hoje (28/1), informou a Secretaria Municipal da Casa Civil do Rio de Janeiro. Segunda a secretaria, a Justiça suspendeu a liminar que determinava a interdição dos espaços.

 

No dia 16, a Justiça Federal, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), determinou a interdição de instalações olímpicas do Rio de Janeiro, até que fossem fornecidos o laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros e o habite-se da prefeitura.

 

Em nota, a prefeitura informou que o desembargador Sergio Schwaitzer, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), destacou “o perigo de dano grave de difícil ou impossível reparação ao município do Rio de Janeiro” imposto pela liminar.

 

“Ele [Schwaitzer] endossou argumento do município quanto à vigência do Documento de Autorização Temporária de Funcionamento (DATF), emitido pelo Corpo de Bombeiros para cada uma das instalações tanto do parque quanto do complexo e destacou a ‘notória utilização rotineira de algumas das instalações situadas no Complexo de Deodoro pelo Exército Brasileiro’”, diz a nota da prefeitura.

 

No dia 22, a Procuradoria-Geral do Município (PGM) do Rio de Janeiro voltou a pedir a reabertura das instalações olímpicas na 17ª Vara Federal do Rio de Janeiro e no TRF2. No documento, a PGM avaliou os prejuízos para o treinamento de atletas que utilizam as instalações para se preparar para os Jogos Olímpicos de Tóquio, daqui a seis meses.

 

Segundo a prefeitura, as seleções olímpicas de canoagem, slalom masculino e feminino, basquete feminino, badminton, luta olímpica e luta greco-romana utilizam os centros esportivos. Os espaços também são usados por equipes de natação, basquete e vôlei do Flamengo, Minas Tênis Clube, Marina Barra Clube e Sesc Rio e 2.725 alunos de escolas de esportes.

 

O Parque Olímpico foi o principal polo esportivo dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e ainda recebe eventos culturais e esportivos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade