Brasil

Desempenho de alunos da rede estadual de SP piora no ensino médio

Agência Estado
postado em 31/01/2020 19:48
O desempenho dos alunos do 3º ano do ensino médio da rede estadual de São Paulo teve queda em Língua Portuguesa e Matemática. É a primeira vez desde 2013 que se registra piora no indicador de aprendizado nas duas disciplinas avaliadas pelo Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 31. A queda de desempenho vai na contramão da promessa de campanha do governador João Doria (PSDB) que dizia ter como meta elevar os índices educacionais especialmente nessa etapa de ensino. Em Língua Portuguesa, a média de desempenho dos alunos do 3º ano do ensino médio caiu de 278,8 para 274,5. Em matemática a queda foi de 278,6 para 276,6 pontos. A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo admitiu que o ensino médio é um dos "gargalos da educação pública paulista" e diz que já adotou "uma série de ações pedagógicas" para elevar a qualidade do ensino nessa etapa. Entre as ações destacadas está o novo currículo obrigatório para as escolas, que vai oferecer para os alunos a possibilidade de escolher duas disciplinas, vai oferecer uma de tecnologia e uma chamada de "projeto de vida" - uma espécie de orientação profissional. Outra ação é o Novotec, programa que oferece opções de cursos profissionalizantes para os alunos da rede regular. Ensino Fundamental No ensino fundamental, também houve pequena queda no desempenho dos estudantes do 5º ano em Língua Portuguesa, de 217 para 216,8 pontos. Em Matemática, os alunos dessa série tive melhora no indicador, que subiu de 227,4 para 231,3. Depois de ter sido a única série a registrar queda de desempenho no ano passado, o 9º do ensino fundamental voltou a ter melhora na avaliação de Matemática, subindo de 255,6 para 259,9. No entanto, a série teve estagnação no resultado em Língua Portuguesa, com nota de 249,6 pontos. A prova avalia o desempenho dos alunos do 5º, 7º e 9º anos do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio, em Língua Portuguesa e Matemática. Os resultados divulgados nesta sexta-feira são do teste feito em novembro do ano passado para cerca de 1 milhão de alunos da rede estadual de São Paulo. Idesp A média do desempenho dos estudantes nas provas do Saresp compõem o Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp), indicador de qualidade do ensino que é utilizado para o pagamento de bônus aos professores das escolas que superarem a meta estabelecida anualmente pelo governo do Estado. Além da nota das provas, o indicador também é composto pelo fluxo escolar - que mede as taxas de aprovação, reprovação e abandono dos estudantes. Na média do Estado, houve queda no Idesp do ensino médio. Também é a primeira vez desde 2013 que se registra queda nessa etapa. O indicador caiu de 2,51 para 2,44 - a meta estabelecida para ser alcançada em 2030 é de 5 pontos. No ensino fundamental, há crescimento do indicador, mas, se mantida a elevação dos últimos anos, o Estado não vai alcançar as metas estabelecidas para esses ciclos até 2030. Nos anos iniciais (do 1º ao 5º ano), o Idesp subiu de 5,55 para 5,64 - com meta de 7 pontos para 2030. Nos anos finais (do 6º ao 9º ano), o indicador foi de 3,38 para 3,51 - com meta de 6 pontos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação