Brasil

Paciente confirmado com coronavírus está bem e em isolamento domiciliar

As informações foram divulgadas pelo secretário de Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, entrevista coletiva realizada pelo Ministério da Saúde

Maria Eduarda Cardim
postado em 26/02/2020 12:47
As informações foram divulgadas pelo secretário de Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, entrevista coletiva realizada pelo Ministério da SaúdeO homem de 61 anos reconhecido como primeiro caso de infecção por coronavírus no Brasil está em isolamento domiciliar e bem. As informações foram divulgadas pelo secretário de Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, em entrevista coletiva realizada pelo Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (26/2).

;Este paciente está bem, em casa, em um isolamento domiciliar com a sua família. Uma vez terminados os sintomas que ele apresentou ele deixa de estar nessa situação de paciente isolado e volta à sua vida normal;, disse Germann. O secretário de saúde de São Paulo explicou que o que determina o local de isolamento não é o vírus, mas a condição clínica desse paciente.

;Você levar esse paciente para um ambiente hospitalar só aumenta a chance de outros pacientes em estados mais debilitados de se contaminarem;, reforçou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. De acordo com o ministro, o paciente confirmado teve contato com 30 pessoas da família no último sábado (22/2), um dia após chegar de viagem. Todas elas estão sendo monitoradas.

Além do caso confirmado, o ministério também investiga outros 20 casos. A maioria desses casos são de pessoas que passaram pela Itália. Ao total, 12 pessoas que apresentaram sintomas viajaram pela Itália, duas para a Alemanha, duas para Tailândia, uma para China, uma para França, um teve contato com o caso confirmado e um teve contato com um casos suspeito.

Para o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o trânsito de pessoas para o Brasil deve se intensificar devido a antecipação de algumas viagens. ;Esse trânsito de pessoas deve se intensificar porque as pessoas antecipam volta de férias e volta de intercâmbios desses países que têm pelo menos cinco casos com transmissão interna do vírus;, avalia.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália, Malásia, Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã, Camboja e China possuem essa transmissão interna.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação