Brasil

Covid-19: Quarentena pode ser cumprida em imóveis do Minha Casa, Minha Vida

O ministro não detalhou quantos imóveis poderiam ser usados dessa forma

Marina Barbosa
postado em 18/03/2020 17:36

O ministro não detalhou quantos imóveis poderiam ser usados dessa formaA quarentena exigida dos pacientes de coronavírus pode ser cumprida em habitacionais do Minha Casa, Minha Vida caso o número de casos confirmados de Covid-19 suba a tal ponto no Brasil que não possa mais ser atendido na rede hospitalar. A possibilidade foi anunciada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, nesta quarta-feira (18).

"Fomos instados a colocar à disposição, para eventualidades, unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida, se houver necessidade por parte do Ministério da Saúde de eventualmente deixar algumas pessoas em quarentena fora da estrutura dos hospitais, porque em algum momento isso pode aumentar. Então, está disponibilizado ao Ministério da Saúde uma série de empreendimentos que estão acabados ou em vias do seu término", disse Marinho, em entrevista coletiva realizada no Palácio do Planalto.

O ministro não detalhou quantos imóveis poderiam ser usados dessa forma. Mas o Ministério da Saúde, além de estar usando a rede do Sistema Único de Saúde (SUS), vem fazendo parcerias com hospitais privados para fazer o atendimento dos casos confirmados de coronavírus no Brasil.

Informação

O Ministério do Desenvolvimento Regional ainda ofereceu ao trabalho de combate ao coronavírus a rede de informações da Defesa Civil. Com isso, os 26 milhões de brasileiros que estão cadastrados para receber os alertas da Defesa Civil via SMS também receberão nos seus celulares mensagens de texto com orientações sobre o coronavírus. Devem ser informados, por exemplo, as formas corretas de prevenção da doença e os postos de atendimento que estão prontos para receber os casos suspeitos.

Rogério Marinho disse que também aguarda a aprovação do estado de calamidade pública, anunciada nessa terça-feira (17) pelo governo, para discutir com o Ministério da Economia o uso de fundos constitucionais para ampliar o apoio de combate ao coronavírus nas regiões brasileiras que mais têm restrições fiscais. Isto é, o Norte e o Nordeste.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação