Brasil

Praias e restaurantes são proibidos por decreto no RJ

O decreto também determina a suspensão de transportes aéreos, marítimos e terrestres com outros estados brasileiros onde os casos de coronavírus foram declarados

Agência France-Presse
postado em 19/03/2020 21:03
O decreto também determina a suspensão de transportes aéreos, marítimos e terrestres com outros estados brasileiros onde os casos de coronavírus foram declaradosRio de Janeiro, Brasil - O estado do Rio de Janeiro proibirá a partir do próximo sábado, por um período inicial de 15 dias, a circulação nas praias, bem como a operação de bares e restaurantes para conter a propagação do novo coronavírus.

O decreto, publicado pelo governador Wilson Witzel, também determina a suspensão de transportes aéreos, marítimos e terrestres com outros estados brasileiros onde os casos de coronavírus foram declarados, mas essas medidas devem ser endossadas pelas autoridades federais.
As forças de segurança do Estado do Rio de Janeiro poderão "fotografar e filmar todos aqueles que não cumprirem as medidas planejadas" e transmitir as informações ao Ministério Público para abrir uma investigação sobre "crimes e infrações administrativas", afirma o decreto.

O fechamento de bares e restaurantes isenta estabelecimentos localizados em hotéis e pousadas, para que possam atender pessoas colocadas em quarentena por suspeita de coronavírus. Enquanto shopping centers ficarão também fechados, supermercados, farmácias e serviços de saúde permanecerão abertos.

O estado do Rio e a cidade de São Paulo, principais focos da pandemia no Brasil, já haviam declarado "estado de emergência" na última sexta-feira, suspendendo as aulas e restringindo os serviços comerciais e o uso do transporte público.

O governo brasileiro ordenou nesta quinta-feira fechamento das fronteiras terrestres com todos os seus vizinhos, exceto o Uruguai. Até o momento, o Brasil confirmou seis mortes e 621 pessoas contaminadas com Covid-19.

São Paulo concentra 286 do total de casos e quatro mortes, seguido pelo Rio de Janeiro, que confirmou 65 pessoas infectadas e dois óbitos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação