Brasil

Movimento organiza carreata pela reabertura do comércio

Grupos de várias partes do país se mobilizam pelas redes sociais em apoio ao discurso do presidente Jair Bolsonaro, que pede o abrandamento da quarentena e o retorno dos trabalhadores às atividades

Jorge Vasconcellos, Fernando Brito
postado em 26/03/2020 23:41
Em Balneário Camboriú (SC), dezenas de carros foram às ruas, nesta quinta-feira, comemorar a retomada comercialEm apoio ao presidente Jair Bolsonaro, empresários de vários estados estão se mobilizando para exigir a reabertura dos estabelecimentos comerciais, fechados por governadores e prefeitos para promover o distanciamento social e, dessa forma, proteger a população contra o novo coronavírus. Por meio das redes sociais, os organizadores do movimento convidam os apoiadores para participar de carreatas no próximo sábado.

A campanha tem sido estimulada pelo chefe do governo, que, nesta quinta-feira (26/3), compartilhou no Facebook o vídeo de um caminhoneiro anunciando uma greve da categoria, porque não havia restaurantes abertos nas estradas.

Ainda nesta quinta-feira (26/3), em Cachoeiro de Itapemirim (ES), cerca de 300 empresários fizeram uma carreata, gritando palavras de ordem contra o decreto do prefeito Victor Coelho (PSB), que fechou o comércio do município. A decisão da prefeitura atende a recomendações de especialistas do mundo inteiro e da Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar a proliferação do coronavírus. A medida também está de acordo com o direcionamento dado pelo governador Renato Casagrande (PSB).

A manifestação reuniu pessoas em carros e motos. Muitos dos veículos estavam enfeitados com bandeiras do Brasil e com frases remetendo aos slogans de Bolsonaro. O presidente também foi lembrado em algumas falas no carro de som. Houve também carreatas em Maringá (PR) e Ipatinga (MG).

Em Balneário Camboriú, dezenas de carros participaram de carreata pelas avenidas Brasil e Atlântica, em comemoração ao anúncio do Governo de Santa Catarina sobre o plano gradativo de retomada das atividades econômicas, a partir de segunda-feira (30). O buzinaço ocorreu, apesar de ainda vigorarem as restrições de movimentação e da orientação para que as pessoas permaneçam em casa. Não houve registro de ação da Polícia Militar para conter a manifestação. Também não foi informado se a prefeitura de municipal concedeu autorização para o grupo se transitar pelas ruas.

A decisão do governo estadual permitirá a reabertura de bancos, comércio, bares e restaurantes, a partir da próxima semana, mas com restrições. Uma delas será a limitação de público. Atividades sociais que gerem maiores aglomerações de pessoas, como ir à praia, eventos e festas continuam proibidas.

Santa Catarina registrou 149 casos confirmados de Covid-19, ontem, com 10 pessoas internadas em UTIs. A primeira morte no Estado aconteceu na quarta-feira: um homem de 86 anos. Mais da metade dos pacientes diagnosticados tem de 30 e 59 anos. De acordo com o protocolo atual, são testados apenas pacientes que apresentem sintomas mais graves, como febre e falta de ar.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação