Brasil

Covid-19: Saúde destina R$ 2,8 milhões para hospitais do Norte de Minas

Recursos serão distribuídos entre 23 instituições de 18 municípios com capacidade de ampliação ou instalação de leitos de UTI exclusivos para pacientes infectados pelo coronavírus

Estado de Minas
postado em 31/03/2020 08:58
Recursos serão distribuídos entre 23 instituições de 18 municípios com capacidade de ampliação ou instalação de leitos de UTI exclusivos para pacientes infectados pelo coronavírusOs hospitais dos municípios do Norte de Minas receberam reforço das suas estruturas assistenciais para o combate ao coronavírus (COVID-19). A Secretaria de Estado de Saúde informou que destinou R$ 2,842 milhões para 23 hospitais de 18 municípios da região, destinados ao custeio de ações de enfrentamento da doença. ;As instituições contempladas informaram ter potencial para ampliação ou instalação de leitos de UTI, para atendimento exclusivo de pacientes diagnosticados com COVID-19;, informa a SES.

Até então, não houve nenhum caso confirmado da infecção respiratória na região. Mas as pressões já são fortes. Ontem, o prefeito da maior cidade do Norte de Minas, Montes Claros ; de 404 mil habitantes ; gravou vídeo em reação a comerciantes locais de produtos não essenciais que fizeram carreata na sexta-feira contra o fechamento de estabelecimentos. ;Em vez de faltar comida, faltou caixão;, afirmou Humberto Souto (Cidadania) no vídeo, em referência à Itália. De acordo com ele, a carreata partiu de um grupo interessado em pressioná-lo a eliminar o isolamento social. A carreata não foi liderada por nenhuma entidade.
Os 23 hospitais da região de Humberto Souto beneficiados com recursos para o tratamento de pessoas contaminadas com o coronavírus estão localizados nos municípios de Brasília de Minas, Bocaiúva, Coração de Jesus, Francisco Sá, Janaúba, Januária, Itacarambi, Manga, Montalvânia, Monte Azul, Montes Claros, Pirapora, Salinas, São Francisco, São João da Ponte, São Romão, Taiobeiras e Urucuia.
De acordo com SES, atualmente, a região conta com 116 leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) de adultos aptos para o atendimento a pacientes graves. A maioria deles está situada em Montes Claros, distribuídos nas seguintes unidades hospitalares: Hospital Universitário Clemente de Faria /HUCF (06), indicado inicialmente como referência para o recebimento dos casos suspeitos de coronavírus; Aroldo Tourinho (20), Santa Casa (20), Hospital Dilson Godinho (10), Hospital das Clínicas Mário Ribeiro (10) e Prontosocor (10 leitos de UTI).
Os outros leitos de UTI do Norte de Minas estão em Janaúba ; 20, no Hospital Regional (10) e na Fundajan (10); em Pirapora, no Hospital Dr. Moisés Magalhães Freire (10); e em Taiobeiras- Hospital Regional Santo Antônio (10). A SES informou que ainda não há previsão do encaminhamento de pacientes do Norte do estado para Belo Horizonte, onde, conforme anunciou o governador Romeu Zema, o governo do estado construirá um hospital de campanha no Expominas. Serão oferecidos 800 leitos de Unidade de Terapia Intensiva destinados ao enfrentamento do coronavírus.

Ajuda aos pequenos


A Secretaria Estadual de Saúde informou que, dentro medidas adotadas no âmbito da Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros, foram liberados R$ 4,844 milhões destinados aos 86 municípios norte-mineiros para o custeio das ações de relacionadas ao enfrentamento do coronavírus.
Segundo a pasta, os recursos serão aplicados ;preferencialmente, na aquisição de insumos e equipamentos de proteção individual para profissionais de saúde; e ampliação de leitos clínicos ou de internação em hospitais de campanha, em função da necessidade de isolamento de pacientes e do aumento crescente da demanda de internações por síndrome respiratória aguda grave;.
Além disso, informou o órgão, a SRS de Montes Claros (SRS), junto com as gerências regionais de Saúde de Januária e Pirapora, já criaram a ;Sala de Situação COVID-19;, que tem como ;responsabilidade o planejamento, organização, coordenação, avaliação e controle das atividades de resposta à infecção;. Um dos objetivos da ;sala; é o monitoramento em tempo real dos casos suspeitos nos pequenos municípios da região. A SES informou ainda que estão sendo disponibilizados 200 kits para todos os hospitais do Norte de Minas voltados para a coleta de amostras de pacientes graves que estejam internados com suspeita de terem contraído coronavírus.

Vaivém em Muriaé


Após a confirmação do primeiro caso de coronavírus em Muriaé, na Zona da Mata, o prefeito Ioannis Konstantinos revogou a reabertura de parte do comércio. Depois da reunião do comitê gestor, no sábado, 28, Grego havia autorizado a reabertura do comércio varejista, além de clínicas estéticas, salões de beleza e barbearias a partir de ontem. Já as boates, casas de shows, clubes, academias, feiras livres e escolas deveriam continuar fechados.
[SAIBAMAIS]

Porém, em pronunciamento nas redes sociais no domingo, ele informou que estava suspenso o retorno gradativo do comércio local. ;Sabemos que não há saúde sem economia, mas também não temos como preservar todo o sistema econômico;, disse Grego. O prefeito relatou que o número de suspeitos cresceu 50% em menos de 48 horas: são 57 notificações, uma delas confirmada e uma descartada. O paciente infectado é assintomático e permanece isolado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação