Publicidade

Correio Braziliense

Professor que hostilizou jornalistas já respondeu a processo administrativo

Docente participou de churrasco em sala de aula em comemoração à vitória do presidente Jair Bolsonaro e foi penalizado por divulgar imagens de alunos


postado em 01/04/2020 13:24 / atualizado em 01/04/2020 13:31

(foto: Carolina Antunes/PR)
(foto: Carolina Antunes/PR)
Professor da rede pública de ensino do Distrito Federal, Emerson Teixeira respondeu a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) por participar de um churrasco em sala de aula e divulgar as imagens dos estudantes nas redes sociais sem autorização dos responsáveis. O evento era uma comemoração à eleição do presidente Jair Bolsonaro, em 2018. Em janeiro deste ano, ele foi nomeado vice-diretor de uma unidade educacional no Samambaia.

Na última terça-feira (31/3), na porta do Palácio da Alvorada, o docente hostilizou jornalistas, depois de profissionais questionarem Bolsonaro sobre a diferença do discurso dele com o do seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. "Vocês ficam o tempo todo jogando o presidente contra o ministro e o ministro como o presidente. Ontem eu fiz um vídeo no meu canal mostrando isso, a canalhice de vocês", disse Emerson, que teve a fala incentivada pelo presidente.

Antes disso, o professor chegou a comentar com o Bolsonaro sobre o churrasco de 2018, que segundo apurado no PAD foi organizado pelos alunos. A Secretaria de Educação informou que como penalidade por ter participado do churrasco e ter divulgado imagens dos alunos, o professor teve que firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) comprometendo-se a não se manifestar politicamente em sala de aula e a não divulgar imagens de seus alunos nas redes sociais. 

O caso de 2018 ocorreu no Centro Educacional 4 (CED 4) do Guará. Na época, o professor disse que se excedeu. "Com aquela empolgação, euforia, eu acabei chamando os professores de esquerdopatas. Do vídeo, tudo, eu acho que o que pegou mal foi mais essa parte que eu reclamo que os professores são esquerdistas, são esquerdopatas", contou na ocasião.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade