Brasil

Coronavírus: MG dobra o número de mortes (6) e ganha 5 mil casos suspeitos

De acordo com a SES, foram registradas mortes em Belo Horizonte, Contagem, Juiz de Fora, Mariana e São Gonçalo do Rio Preto

Márcia Maria Cruz - Estado de Minas
postado em 02/04/2020 11:25
De acordo com a SES, foram registradas mortes em Belo Horizonte, Contagem, Juiz de Fora, Mariana e São Gonçalo do Rio PretoMinas Gerais dobrou o número de mortos nas últimas 24 horas, passando de três para seis óbitos. Foi registrado também o aumento de 5 mil novos casos suspeitos da COVID-19. O Estado investiga 39.084 casos e já foram confirmados 56. As mortes, que se concentravam em Belo Horizonte, foram registradas em outros municípios mineiros: Contagem, Juiz de Fora, Mariana e São Gonçalo do Rio Preto. Os dados são do boletim informativo divulgado pela Secrearia de Estado de Saúde de Minas Gerais nesta quinta (2). Outros 53 óbitos estão sendo investigados.
De acordo com o informativo, das seis mortes confirmadas até o momento, em quatro foi identificada a presença de comorbidades e fatores de risco. Para outras duas mortes, as investigações permanecem sendo realizadas. As mortes não se concentram no grupo de risco. Duas pessos estavam com idades entre 20 e 59 anos; duas na faixa etária de 60 a 79 anos e duas pertenciam faixa etária acima de 80 anos de idade.

Curva de casos X isolamento social

Em entrevista coletiva o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que a projeção em relação às incidências de casos é que o Estado tivesse curva semelhante a de países como China e Itália. A projeção foi feita pela SES e pela UFMG. Na avaliação do secretário, as medidas de isolamento social, realizadas nas últimas semanas, teve impacto no aumento dos casos.
[SAIBAMAIS]"Com as ações de isolamento, realizada nas últimas semanas, tivemos um retardamento dessa curva, que deixou de ser verticalizada e começou ascender lentamente. Isso é muito importante, pois o pico da curva foi retardado e, com isso, a pressão sobre o serviço de saúde está relativamente controlada", avaliou.
A testagem segue como um dos gargalos no combate à COVID-19. A SES anunciou que, a partir desta quinta (2), os testes também serão realizados por laboratórios da Universidade Federal de Minas Gerais. A maior parte dos testes no Estado é feito pela Fundaçaõ Ezequiel Dias (Funed) com a tecnologia de PCR. A secretaria aguarda a chegada de testes rápidos, que devem ser enviados pelo Ministério da Saúde. Essa tecnologia permite o diagnóstico em minutos a partir da análise de presença de anticorpos gerados pelo vírus.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação