Brasil

Navio australiano atraca no Porto de Santos após quase um mês no mar

Após negativa da Argentina, embarcação ficou parada em Montevidéu, mas sem ninguém desembarcar. Tripulantes deverão retornar ao país de origem imediatamente

Marisa Wanzeller*
postado em 03/04/2020 11:29
 (foto: Scenic /Divulgação)
(foto: Scenic /Divulgação)
A Anvisa avaliou os dados de saúde de todos que estavam a bordo e constatou que não havia suspeita de Covid-19O navio Scenic Eclipse atracou na noite da última quinta-feira (2/4) no Porto de Santos, litoral de São Paulo, com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Dos tripulantes, 54 foram autorizados a desembarcar, sob condição de retorno imediato ao país de origem.

O desembarque começou nesta sexta-feira (3/4) com a saída de dois brasileiros. A Anvisa tem acompanhado o processo e enfatiza que "o navio Scenic Eclipse não está em quarentena, pois não registrou sintomas a bordo e permaneceu no mar, sem atracar em nenhum porto, por 26 dias".

Os tripulantes desembarcados devem ser levados diretamente para o aeroporto. A Santos Port Authority (SPA) esclarece que a situação está prevista na Portaria 47/2020 da Casa Civil que ;permite o desembarque de estrangeiros somente para atendimento de urgência ou retorno por via aérea para seus países;.

A embarcação atracou no cais junto ao armazém 33, margem direita, para repatriação de tripulantes. A opção por Santos deve-se à proximidade com o Aeroporto Internacional de Guarulhos. Em nota, a autoridade portuária diz que ;a operação ocorre segundo protocolos padrão, com anuência de cada autoridade do Porto de Santos e segue o previsto no Plano de Contingência do Porto de Santos para ocorrências de emergência internacional de saúde;.

Desde 31 de janeiro, a SPA atua de acordo com o Plano de Contingência para atendimento de situações de crise devido ao novo coronavírus e aos alertas da Organização Mundial de Saúde (OMS).

[SAIBAMAIS]Sem viagens desde o início de março, o Scenic Ecllipse contava com 128 tripulantes e nenhum passageiro. O luxuoso navio havia encerrado uma viagem pela Antártica, e os turistas desembarcaram no Uruguai, em fevereiro. A embarcação não recebeu autorização para atracar em Ushuaia e Buenos Aires, na Argentina, tendo ficado em Montevidéu.

O Correio entrou em contato com a agência de navegação Shiplog Serviços de Agenciamento Marítimo, responsável pelo navio, que não informou o destino dos tripulantes.
*Estagiária sob supervisão de Fernando Jordão

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação