Publicidade

Correio Braziliense

Anvisa suspende operação de seis navios no Porto do Rio por Covid-19

Ao todo, embarcações têm 28 casos confirmados e quatro suspeitos. Tripulantes estão cumprindo isolamento nos navios e em hotéis


postado em 28/04/2020 17:59 / atualizado em 28/04/2020 17:59

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta terça-feira (28/4) as operações de seis embarcações no Porto do Rio que registraram casos de Covid-19 para tentar evitar a propagação do coronavírus. A agência afirma que está monitorando os navios e determinou que a tripulação com suspeita ou confirmação de casos do vírus cumpra medidas de isolamento no navio, em domicílio ou em hotéis com diárias pagas pelas empresas responsáveis pelas embarcações.

Caso o isolamento seja feito nos navios, a forma do isolamento pode variar de acordo com as caraterísticas estruturais e de acomodação de cada embarcação. A Anvisa informou que em alguns casos é preciso bloquear a operação de uma embarcação para fazer uma investigação mais detalhada dos dados de saúde e da situação a bordo. 
 
Até as desta terça 17h, os seis navios impedidos de operar eram:

  • Seven Sun – Chegou com 90 tripulantes. Tem três casos confirmados com isolamento em hotel;
  • Fulmar – Chegou com 47 tripulantes. Tem oito casos positivos com isolamento a bordo e também em hotel;
  • Skandi Peregrino – Chegou com 13 tripulantes. Tem cinco casos confirmados com isolamento em hotel;
  • Santos Scout – Tem dois casos suspeitos e que estão em isolamento em hotel; 
  • Santos Supplier – Tem dois casos suspeitos, isolados em hotel; 
  • Skandi Açu - Chegou com 100 tripulantes a bordo, 12 casos deram positivo em testes. Estão em isolamento em hotel.

Já no porto de Santos (SP), depois de dois dias do fim da quarentena no navio Costa Fascinosa, mais 32 tripulantes desembarcam nesta terça-feira (28/04). A previsão é de que dois grupos deixem o navio hoje. O primeiro grupo, composto por quatro tripulantes, saiu pela manhã. Eles têm como destino final a França, Grã Bretanha, Espanha e Romênia. Um segundo grupo está previsto para deixar o navio às 20h. Ele é composto por 28 pessoas, sendo 27 indonésios e um italiano. 

O voo do segundo grupo partirá de Guarulhos na madrugada de quarta-feira (29/4). A Anvisa informou que, antes dos desembarques, os tripulantes passam por uma última avaliação clínica para checar a presença de sintomas de Covid-19. No início do mês, no dia 5, 75 tripulantes brasileiros deixaram a embarcação. Outros 227 de nacionalidade filipina deixaram o navio no dia 11 e puderam retornar a seu país de origem em um vôo fretado. Após os desembarques de hoje, restarão 420 tripulantes na embarcação.

A quarentena na embarcação da Costa Cruzeiros durou 38 dias, de 19 de março a 26 de abril. Durante esse período, foram registrados 30 casos de contaminação por Covid-19 e três mortes. O óbito mais recente foi o de um homem de 44 anos, na última sexta-feira (24/04). Ele estava internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI) em um hospital local desde o dia 26 de março. 

O navio Costa Fascinosa chegou a Santos com 764 tripulantes em 17 de março e foi colocado em quarentena dois dias depois. Nesse período, 10 pessoas desembarcaram para atendimento de emergência. O último desembarque por emergência aconteceu no sábado (4/4).

*Estagiário sob a supervisão de Fernando Jordão

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade