Publicidade

Correio Braziliense

Dono do Madero se surpreende com queda nas vendas durante pandemia

Em entrevista à rádio BandNews, empresário disse que restaurante em Curitiba não recebe nem 10% de sua média de clientes


postado em 16/05/2020 17:00

(foto: Reprodução/Instagram)
(foto: Reprodução/Instagram)
O empresário Júnior Durski, proprietário da rede de restaurantes Madero, afirmou neste sábado (16/5) que seu faturamento despencou por causa da pandemia do novo coronavírus. Depois de falar que o país não deveria parar “por 5 ou 7 mil mortes”, ele lamentou a queda no número de clientes.

Júnior Durski ressaltou que precisará se reinventar no ramo dos restaurantes após a pandemia. Segundo ele, um restaurante em Curitiba, que costumava receber 400 pessoas por dia, atualmente serve apenas 30 clientes ao dia.
 
A entrevista foi dada à rádio Bandnews FM. A explicação encontrada pelo empresário para queda das vendas é o medo da população de sair de casa e se infectar com o novo coronavírus.

Durski também disse que precisará demitir funcionários para manter a saúde do negócio. Ainda no início da pandemia, ele contou ao jornal O Estado de S. Paulo que sua empresa dispensaria 600 pessoas para diminuir o rombo econômico.

No início da crise da saúde pública, em março, o proprietário do Madero causou revolta na população depois de colocar a economia acima das vidas perdidas pela virose.  

“O país não aguenta, não pode parar dessa maneira. As pessoas têm que produzir e trabalhar. Não podemos (parar) por conta de cinco ou sete mil pessoas que vão morrer. Isso é grave, mas as consequências que vamos ter economicamente no futuro vão ser muito maiores do que as pessoas que vão morrer agora com o coronavírus”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade