Publicidade

Correio Braziliense

Cadeirante mudo assalta loja com arma de brinquedo

Jovem de 19 anos, segundo a imprensa local, foi levado à delegacia para prestar depoimento; caso ocorreu no Rio Grande do Sul


postado em 25/05/2020 23:00 / atualizado em 26/05/2020 00:08

(foto: reprodução/Jornal de Gramado)
(foto: reprodução/Jornal de Gramado)
A polícia de Canela, no interior do Rio Grande do Sul, registrou uma ocorrência curiosa na tarde desta segunda-feira (25). Um jovem de 19 anos, que é mudo, usa uma cadeira de rodas e tem paralisia cerebral, tentou assaltar uma joalheria com uma arma de brinquedo. Ele usou os pés para segurar o simulacro. As informações são do Jornal de Gramado.

 

 

 

De acordo com o veículo de imprensa, o crime aconteceu na Rua Júlio de Castilhos, por volta das 15h30. O jovem, que tem limitações motoras, esperou os clientes saírem da loja para entregar um bilhete ao proprietário do estabelecimento e anunciar o assalto.

 

"Passa tudo. Não chama atenssão (sic)", dizia o bilhete escrito pelo rapaz com os pés.

 

O lojista contou ao Jornal de Gramado que pensou, inicialmente, que o jovem queria doações. Uma cliente chegou a colocar R$ 5 no bolso dele.

 

Quando puxou a arma de brinquedo com os pés, o jovem foi avistado por uma pessoa que estava fora da loja. Essa testemunha acionou a polícia.

 

Inicialmente, segundo o jornal, a polícia pensou que se tratava de um cadeirante armado, sem informações sobre a mudez ou a deficiência motora. Quando chegaram ao local, o simulacro já estava no chão.

 

O cadeirante prestou depoimento na Polícia Civil com ajuda de um parente e foi liberado. A instituição vai investigar o caso.

 

Ainda de acordo com o Jornal de Gramado, o irmão do rapaz está preso por assassinato e tentativa de homicídio em Canela. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade