Publicidade

Correio Braziliense

São Paulo não terá lockdown no momento, disse João Dória em entrevista

O governador ainda comemorou a taxa de isolamento na capital


postado em 26/05/2020 14:46

(foto: Sergio Andrade/ Governo de São Paulo)
(foto: Sergio Andrade/ Governo de São Paulo)
O governador de São Paulo, João Dória, informou nesta segunda-feira (25/5) que São Paulo não terá lockdown no momento. Em entrevista à Globonews, Dória falou também sobre a taxa de adesão no estado e comentou sobre uma possível quarentena inteligente, em que cada situação é analisada separadamente.

Na avaliação do governador, os índices de isolamento obtidos no estado de São Paulo, que no domingo (24/5) alcançavam 55%, no estado e 57% na capital, foi positivo. 
"A política da quarentena em São Paulo ela é muito bem sucedida. Nos já salvamos aqui mais de 50 mil vidas"

Nas redes sociais, Dória agradeceu: "Ontem registramos 55% de isolamento social no Estado de SP. Na Capital, o índice foi de 57%. Parabéns à população que, ao ficar em casa, está ajudando a salvar vidas. A manutenção desses números é importante para reduzir o contágio e frear o avanço do coronavírus no Estado de SP."

O lockdown foi descartado no momento pelo governador. "Não há perspectiva de lockdown imediato em São Paulo, mas o protocolo existe. Ou seja nesse exato momento nos não vamos decretar lockdown nem em São Paulo nem em qualquer outra cidade", disse.

"Nossa quarentena em São Paulo se encerra no próximo dia 31 de maio", ressaltou o governador. Ele acredita que o estado já esteja pronto para medidas mais heterogêneas, em que a situação de cada localidade é levada em conta e as medidas são diferenciadas dependendo dessa avaliação. "Nos teremos uma nova quarentena, não é imaginável que possamos não ter não ter nova quarentena a partir do dia 31 de maio, mas ela será uma quarentena inteligente", complementou. 

Na entrevista o governador ainda informou que mais detalhes de como ficará o isolamento nos próximos dias serão passados em coletiva de imprensa na quarta-feira (27/5). 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade