Publicidade

Correio Braziliense

Canal de games Mil Grau muda de nome após acusação de racismo; entenda

Canal utilizava o nome Xbox Mil Grau. Mas após administrador ser acusado de racismo, Xbox Brasil exigiu que marca fosse retirada do nome


postado em 03/06/2020 17:17 / atualizado em 03/06/2020 17:17

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
Com quase 200 mil inscritos, o canal do YouTube Xbox Mil Grau, especializado em videogames, terá de trocar de nome. Pelo Twitter, a XBox Brasil informou que procurou as redes sociais onde o grupo está presente e exigiu que sua marca seja retirada.

 

A medida da empresa ocorre depois de vários internautas cobrarem da empresa alguma ação contra o Xbox Mil Grau, devido a comentários considerados racistas feitos pelo administrador do canal, Henrique Martins. Os internautas postaram trechos de vídeos com os comentários. Em um deles, Martins diz que negro "tem que voltar para senzala" e que "nunca deveria ter deixado de ser escravo".

 

 

Na segunda-feira (1º/6), a empresa repudiou os comentários, mas não citou diretamente o caso. Na terça-feira (2/6), o posicionamento mudou. "O conteúdo da conta Mil Grau não reflete nossos valores fundamentais de respeito, diversidade e inclusão. Nós já exigimos a remoção imediata da nossa marca dos seus canais, por meio das empresas de redes sociais", disse, no Twitter.

 


O que diz Martins

Após o comunicado da empresa, o youtuber começou a mudar o nome nas rede sociais. Até a última atualização desta matéria, a marca Xbox havia sido retirada no nome do grupo no Twitter e no Twitch. 

 

Em diversas postagens no Twitter, Martins afirmou que o vídeo com comentários racistas foi tirado de contexto e que ele virou alvo de críticas por falar mal de uma empresa de videogame concorrente.

 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade