Brasil

Covid-19: Brasil está prestes a confirmar um milhão de casos

País registra 1.238 óbitos por covid-19 em 24 horas, totalizando 47.748. Prestes a completar um milhão de casos confirmados, Ministério da Saúde afirma que estabilização da doença ''parece ser realidade''; especialistas preveem instabilidade

Bruna Lima, Maria Eduarda Cardim
postado em 19/06/2020 06:00

Arnaldo Correia (de máscara com o símbolo do SUS): ''feliz'' com a concordância entre o Ministério da Saúde e a OMS sobre o estágio da covid no BrasilA um passo de confirmar um milhão de infectados pelo novo coronavírus e mantendo registros de mais de 1,2 mil mortes pelo terceiro dia seguido, o Brasil entra em um novo patamar do enfrentamento da doença, com a provável estabilização da curva. A avaliação foi feita pelo corpo técnico do Ministério da Saúde, ontem, que anunciou, ainda, a contabilização de mais 22.765 casos confirmados e 1.238 óbitos pela covid nas últimas 24 horas. Com isso, o Brasil soma 978.142 diagnósticos positivos e 47.748 fatalidades.


São Paulo detém o maior número de mortes, acumulando 11.846. Outros oito estados ultrapassaram a marca de mil óbitos cada. São eles: Rio de Janeiro (8.412), Ceará (5.377), Pará (4.395), Pernambuco (4.057), Amazonas (2.605), Maranhão (1.607), Bahia (1.263) e Espírito Santo (1.217). Juntos, as nove unidades federativas somam 40.779 mortes, ou seja, 85,4% de todas as fatalidades.


Secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia foi o responsável pelo anúncio, ao apresentar o boletim epidemiológico da pandemia. ;Ao olhar a inclinação da curva de novos casos de covid por semana epidemiológica no Brasil, você verifica que nós estamos entrando em um platô, que a inclinação da curva se encaminha para um estabilidade;, afirmou.

Monitoramento

Arnaldo destacou que o mesmo ocorre com a curva dos óbitos registrados pelo novo coronavírus no país. Apesar da estabilidade notada, porém, o secretário ressaltou que é preciso confirmar se essa tendência permanecerá nos próximos 15 dias. ;Precisamos acompanhar os novos dados e a evolução nos estados e no país como um todo;. Segundo o secretário, a estabilização pode ser notada em todas as regiões do Brasil.

A análise epidemiológica feita pelo Ministério da Saúde converge com a avaliação feita pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Na quarta-feira, o diretor do programa de emergências do órgão, Michael Ryan, disse que o Brasil já apresenta sinais de que o surgimento de novos casos e mortes começa a frear. Segundo ele, o aumento ;não é tão exponencial como era anteriormente;. ;Existem alguns sinais de que a situação está se estabilizando.;

Olavista nomeado secretário

Seguidor de Olavo de Carvalho, escritor considerado ;guru do bolsonarismo;, o médico Hélio Angotti Neto foi nomeado, ontem, pelo ministro chefe da Casa Civil, Braga Netto, para o cargo de secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos (SCTIE) do Ministério da Saúde. A secretaria é considerada estratégica por coordenar parcerias com a iniciativa privada para fabricação de medicamentos e outros insumos. A pasta também analisa qual produto pode passar a ser ofertado no Sistema Único de Saúde (SUS).


Angotti Neto assume a secretaria que iria ser comandada pelo empresário Carlos Wizard Martins, que desistiu do cargo após se envolver em polêmica ao falar da recontagem de casos e mortes pelo novo coronavírus no Brasil.


O novo gestor da SCTIE trabalhava no Ministério da Saúde como secretário substituto da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) e era diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde. Com a nova nomeação, foi exonerado dos antigos cargos.

Cloroquina

Angotti Neto é médico pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Especialista em oftalmologia, descreve-se na internet como ;cristão, pai de família, médico, gestor, escritor e pesquisador;. Nas redes sociais do médico, também é possível encontrar posts com citações e livros de Olavo de Carvalho.


Em entrevista à imprensa na segunda-feira, Neto afirmou que o ministério tem visto ;indícios cada vez mais fortes deste benefício;, ao defender estender a gestantes e crianças a recomendação de uso precoce da cloroquina contra a covid-19. Ainda no cargo de diretor do Departamento de Gestão da Educação na Saúde, Neto também minimizou decisão dos EUA de retirar autorização de emergência de tratamento com a cloroquina a pacientes internados. Ele afirmou que há fragilidades em estudos que desacreditam o uso do fármaco.


Com a nomeação do oftalmologista, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, cumpre a promessa de manter o comando das pastas do ministério por médicos ou profissionais da área. Desde a saída do ex-ministro do Luiz Henrique Mandetta, há uma militarização do Ministério da Saúde, com a chegada de mais de 20 militares. (MEC)


Ao ser questionado pelo Correio sobre a declaração da OMS, o secretário de Vigilância em Saúde disse estar ;feliz; com a concordância das análises. ;Isso mostra que, efetivamente, este governo e o Ministério da Saúde têm uma total transparência com seus dados, que coadunam com a análise epidemiológica feita pelo diretor da OMS;, completou.


Apesar de pontuar a estabilização, Michael Ryan ponderou que a situação brasileira ainda é bastante grave, principalmente em relação ao desgaste dos profissionais de saúde em atender à alta demanda. Além disso, a doença ainda pode voltar a crescer. ;Já vimos isso antes em outras epidemias, em outros países. Você pode ver um sinal de estabilização em um dia ou dois e depois a doença pode decolar novamente;, alertou.

Virologista da Dasa, empresa de diagnóstico do grupo do laboratório Exame, José Eduardo Levi acredita que a estabilização não se manterá. ;Acho que veremos uma subida daqui a 10,15 dias, por conta da flexibilização do isolamento;, afirma. Levi percebe o crescimento mais brando de casos e óbitos, mas ressalta que os números estão estabilizados em um ;alto patamar;. ;Estamos fazendo uma flexibilização em um momento ainda muito alto de circulação do vírus, quando registramos 1,2 mil mortes por dia. Ninguém fez flexibilização nesse patamar;, aponta o especialista.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação