Brasil

Bares lotados no Rio de Janeiro causam controvérsia

Na primeira noite de reabertura, após três meses, estabelecimentos têm aglomerações e pessoas sem máscara

Jéssica Gotlib
postado em 03/07/2020 10:08
Bares no Rio de JaneiroBares e restaurantes do Rio de Janeiro voltaram a funcionar na última quinta-feira (2/7). Fotos e vídeos de multidões e clientes sem máscara, divulgadas ao longo da noite, repercutiram nas redes sociais. No Twitter, pessoas famosas e anônimas expuseram sentimento de revolta e ressaltaram o contraste com os mais de 10 mil mortos e 112 mil infectados na cidade.

[VIDEO1]

;Indo dormir com a sensação de ser um OTÁRIO por estar há 4 meses sem pisar na calçada enquanto essa cambada de ESPERTO sai pra se divertir em barzinho na pior pandemia do século;, desabafou o influenciador Felipe Neto durante a madrugada. A postagem tem mais de 44 mil curtidas e 4,5 mil comentários.

;Otário é quem tá saindo e esperto quem tá na quarentena;, replicou um seguidor autodenominado ;Bruninho;. ;Seleção natural/suicídio coletivo. Sinto uma angústia terrível porque não consigo não me preocupar com esse povo. Mas chegou a um ponto das coisas que é se proteger do vírus e de quem tá saindo;, disse outro com o user ;Milhomens;.

[SAIBAMAIS]Mas há também quem defenda a existência de um direito de acesso às ruas. ;Pra quem é rico e fácil ficar em casa, tem piscina, geladeira cheia, natureza, várias atividades diferenciadas... agora pede pro pobre ficar em casa? Sem trabalhar não tem comida na mesa. Quem pode ficar em casa maravilha, mas quem não pode, deve ser respeitado da mesma forma;, argumentou o usuário identificado como ;Eu, Eu mesmo & Irene;.

Trabalhadores


Em outros perfis, pessoas também mostraram preocupação com os empregados dos bares e restaurantes. ;Dou duas semanas pra ter casos dessa galerinha aí e o mais triste são os trabalhadores de máscara com gente otária tossindo e berrando na sua cara pra você ganhar 1000 conto de salário;, comentou a dona do perfil ;darkozta;.

Reabertura


Os estabelecimentos estavam fechados há três meses por conta das medidas de enfrentamento à covid-19. Na quarta-feira, 1, a prefeitura do Rio de Janeiro anunciou a flexibilização com normas de funcionamento como restrição da lotação em 50% da capacidade máxima, distância mínima de dois metros entre os clientes e retirada das máscaras apenas no momento das refeições. Academias também podem voltar a abrir no munícipio desde que mantenham 1/3 da lotação.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação