Publicidade

Correio Braziliense

Covid-19: Brasil registra mais 44 mil casos e 1.223 mortes em 24 horas

Apesar de ser o país com mais recuperados no mundo, é o segundo onde mais se morre ou se infecta por coronavírus. São quase 68 mil mortos e 1,7 milhão de positivos


postado em 08/07/2020 18:50 / atualizado em 08/07/2020 19:07

(foto: AFP / Raul ARBOLEDA)
(foto: AFP / Raul ARBOLEDA)
Se por um lado o Brasil continua registrando expressivos incrementos de casos confirmados de covid-19, também avança em quantidade de recuperados, que ultrapassou o patamar de um milhão. São de 1.020.901 pessoas que conseguiram combater o vírus e são consideradas curadas. O número coloca o Brasil em primeiro lugar no total de recuperados. Apesar disso, continua sendo o segundo onde mais pessoas morrem e se infectam pela doença. 

 

Nesta quarta-feira (8/7), o Ministério da Saúde divulgou mais 1.223 óbitos e 44.571 novos casos do novo coronavírus. No número absoluto, são 67.964 mortes e 1.713.160 infecções pelo vírus. 

 

Apesar de notar uma aparente estabilização na curva de mortes pelo novo coronavírus, o número de municípios brasileiros que já registra pelo menos um óbito pela covid-19 continua crescendo. 

 

Segundo o Ministério da Saúde, mais da metade das cidades brasileiras, 51%, já registraram pelo menos uma morte da doença. Na última semana epidemiológica fechada, a 27, o total de mortes registradas no interior dos estados ultrapassou o das capitais. Atualmente, 52% dos óbitos ocorreram nas cidades do interior e as outras 48% nas capitais. 

 

O mesmo provável platô não ocorre com os casos, o que, segundo o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia, é reflexo do aumento de testagens. "Não podemos concluir que o país está longe de uma queda do número de casos porque estamos aumentando cada vez mais a nossa capacidade de testagem", disse. 

 

Estados 

 

O crescimento dos casos de covid-19 pode ser notado no balanço dos estados. Só no estado de São Paulo, o novo coronavírus já fez 16.788 vítimas e infectou 341.365 pessoas desde o início da pandemia. O segundo estado mais afetado em números absolutos de casos é o Ceará, que, no fim de semana, ultrapassou o Rio de Janeiro em total de infectados. São 128.471 casos confirmados no estado nordestino, contra 126.329 no estado fluminense. No entanto, a quantidade de mortes do Rio continua maior. São 10.970 óbitos e, no Ceará, a doença fez 6.665 vítimas. 

 

Pernambuco e Pará têm mais de 5 mil perdas, com 5.323 e 5.169 registros, respectivamente. Os outros oito estados com pelo menos mil mortes são: Amazonas (2.967), Maranhão (2.324), Bahia (2.277), Espírito Santo (1.911), Minas Gerais (1.355), Rio Grande do Norte (1.326), Alagoas (1.213) e Paraíba (1.171). 


 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade