Brasil

Caso Danilo: padastro matou menino por ''mau comportamento'', diz polícia

Danilo de Sousa. 7 anos, sumiu após sair de casa na tarde de 21 de julho. O corpo dele só foi localizado, quase uma semana depois, pelo Corpo de Bombeiros nas imediações da residência

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 01/08/2020 18:33
 (foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)

Danilo de SousaA Polícia Civil de Goiás prendeu, nessa sexta-feira (31/7), o padastro de Danilo de Souza, 7 anos. Ele é um colega são acusados de matarem o menino ;como forma de vingança em razão de suposto mau comportamento da criança;, segundo as investigações.

Danilo de Sousa sumiu após sair de casa na tarde de 21 de julho. O corpo dele só foi localizado, quase uma semana depois, pelo Corpo de Bombeiros nas imediações da residência, no Parque Santa Rita, em Goiânia. O local é de difícil acesso, segundo a Polícia Civil.

Mas a confirmação que era o corpo do menino só saiu no dia seguinte, na última terça-feira (28/7). A identificação ocorreu após exame papiloscópico feito pela Gerência de Identificação da Polícia Civil de Goiás.

O colega e padrasto da vítima foram presos em flagrante pelos crimes de ocultação de cadáver e homicídio qualificado. O caso Danilo chocou a sociedade goiana na última semana.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação