Publicidade

Correio Braziliense

Muito além do 'alalaô': veja blocos que são opção para fugir do samba

Rock, reggae, eletrônico, forró... Blocos de Brasília são opção para quem quer fugir dos ritmos típicos do carnaval. A Secretaria de Cultura espera 2,5 milhões de foliões nas ruas para a festa


postado em 10/02/2018 08:00

A diversão para quem pretende pular o carnaval de Brasília, mas quer fugir do samba, axé e de outros ritmos típicos da festa de Momo, está garantida. A programação reserva opções para foliões de todos os gostos. O sábado, que em outros anos tinha o Babydoll de Nylon como atração principal, agora traz rock, música eletrônica, reggae, forró e misturas de sons preparadas pelos blocos. Um dos destaques é a participação do cantor e guitarrista Philippe Seabra, da Plebe Rude, que apresenta hits de sua banda, e também do Aborto Elétrico e da Legião Urbana, no bloco Eduardo & Mônica, amanhã.

Desde 2015, quando esses grupos se tornaram o carro-chefe do carnaval da capital, o número de agremiações de ritmos variados tem aumentado. Blocos roqueiros, como Eduardo & Mônica e Populares em Pânico, e de outros gêneros, como CarnaReggae e Ska Niemeyer, o eletrônico BEM MEB e o forrozeiro Cabrueira, são os destaques.


(foto: Valerio Ayres/CB/D.A Press )
(foto: Valerio Ayres/CB/D.A Press )

Qual é o melhor de Brasília?


Os mais de 2,5 milhões de foliões esperados para este Carnaval de 2018 não só poderão escolher entre os 136 blocos, cadastrados pela Secretaria de Cultura, para curtir a folia, mas também votar nos preferidos. Pelo terceiro ano consecutivo, o Correio Braziliense premiará os grandes destaques da festa candanga com o Troféu #CBFolia2018. Na primeira edição, Galinho de Brasília, Baratona e Suvaco da Asa receberam o prêmio por terem sido os blocos mais votados pelos leitores. O Babydoll de Nylon recebeu o troféu concedido por uma comissão julgadora do jornal. No segundo ano, a premiação foi para os blocos Babydoll de Nylon, Eduardo e Mônica e Raparigueiros, com menção honrosa ao Divinas Tetas. Para este ano, os três melhores blocos serão novamente escolhidos por voto popular, realizado por meio de uma enquete.  A votação on-line é de 10 a 14 de fevereiro pelo site www.correiobraziliense.com.br/carnaval2018. Outra condecoração, a de Destaque do Carnaval de Brasília, será concedida por uma comissão formada por integrantes do Correio. Nessa categoria, uma festa, uma performance, um momento ou até mesmo uma fantasia poderão levar o prêmio. Participe e poste nas redes sociais utilizando a hashtag #CBFolia2018. Que vençam os mais animados! Patrocínio: Big Box.


(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press - 27/2/17 )
(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press - 27/2/17 )

‘Abrindo alas’ 

Um dos primeiros blocos a fazer uma folia fora do roteiro original em Brasília, foi o Populares em Pânico (PEP) (foto), o “bloco do metal”. Os organizadores costumam fazer, desde 2010, um evento conceitual — neste ano o tema é a Copa do Mundo —, pulam e batem cabeça ao som de bandas como Led Zeppelin, Guns N’ Roses, Slayer e Metallica.

“A gente teve a ideia por não ter um espaço de rock e metal no carnaval, só eventos fechados. A nossa ideia era tomar a cidade, se manifestar mesmo. Comecei sozinho, depois fomos juntando alguns amigos, começamos com um carrinho de rolimã, isopor e um som. No primeiro ano, foram 40 pessoas. Depois já foram 350, e foi crescendo”, afirma o criador do Populares, o professor de história Leo Krieger. Na avenida desde 2010, o Populares conta com uma banda que executa as músicas ao vivo, intercaladas com som mecânico durante seis horas. O bloco reuniu 1,2 mil pessoas no ano passado. Pela primeira vez no espaço da Feira da Torre de TV, o PEP espera público semelhante para 2018.


(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press )
(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press )

Outras tribos 

O carnaval de Brasília também tem música eletrônica, forró, black music e reggae. No Museu Nacional, o CarnaMuseu (foto) tem um estilo diferente para cada dia. A série de eventos começou ontem, com o Bloco Libre apresentando “toda a diversidade cultural” da capital.

O festejo segue hoje com o CarnaReggae, traz o eletrônico do BEM MEB no domingo, o Reveirock na segunda e o Bloco do Forró na terça. O espaço retorna aos moldes de carnaval tradicional na Quarta-feira de Cinzas, com samba, frevo e marchinhas, tocados pelo Bloco Filhos do Zé.

Idealizador do “CarnaMuseu”, Márcio Apolinário afirma que a proposta é contemplar todos os ritmos possíveis e dar atenção especial às “vertentes excluídas”. “Carnaval não é só samba, frevo e axé.”

O CarnaReggae, por exemplo, estreia neste ano com o intuito de resgatar a produção musical do gênero na capital nos anos 1990, 2000. Entre os artistas que se apresentam estão o coletivo Ocupa Reggae, DJs e bandas tradicionais do estilo no DF, como Liberdade Plenna!, Deus Preto e Triato. “A ideia é fortalecer a cena.”

Outra atração no CarnaMuseu é o Bloco BEM MEB, ou simplesmente “Bloco do Bem”. O intuito é oferecer diversão nas várias vertentes da música eletrônica, como o trance, o house e o tecnopop.


Sabrina Lins vai comemorar o aniversario no Bloco Eduardo e Monica e as amigas fizeram uma camiseta comemorativa com uma frase da musica Tempos Perdidos, da Legião Urbana - Somos tão jovens (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press )
Sabrina Lins vai comemorar o aniversario no Bloco Eduardo e Monica e as amigas fizeram uma camiseta comemorativa com uma frase da musica Tempos Perdidos, da Legião Urbana - Somos tão jovens (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press )

Festa ‘nada estranha’

O público tem aprovado a festa em ritmos diversos. Segundo a Secretaria de Cultura do Distrito Federal, o número de participantes cresceu de 370 mil, em 2015, para 870 mil em 2016. No ano passado, foi 1,5 milhão de pessoas. Este ano, são esperados 2,5 milhões de foliões.

Alguns se tornam fiéis seguidores e até criam “eventos particulares” dentro dos desfiles dos blocos. A servidora pública Sabrina Lins (em destaque na foto), que faz 40 anos no domingo de carnaval, vai celebrar a data com seu “Bloco Aniversário da Sabrina”, durante o bloco Eduardo & Mônica.

Ela, um grupo de amigos e familiares, incluindo o filho de 11 anos, estarão no SIG vestidos com uma camiseta especial com o escrito: “Somos 40tão jovens”, em referência à idade da foliã e ao trecho da música Tempo perdido, da Legião Urbana. “Como já iria ao bloco mesmo e calhou de ser no dia do aniversário, resolvi unir o útil ao agradável”, diz Sabrina.

O bloco Eduardo & Mônica vai para seu segundo carnaval. No ano passado, arrastou 8 mil pessoas à folia. O repertório de clássicos do rock de Brasília é tocado em ritmos tradicionais carnavalescos.


(foto: Thais Mallon/Divulgação )
(foto: Thais Mallon/Divulgação )

Novas versões 

O Bloco Eduardo & Mônica não é o único a fazer versões carnavalescas para artistas consagrados de outros gêneros. Entre os destaques, há ainda os Novos Candangos, que apresentam músicas dos Novos Baianos, e o bloco Divinas Tetas (foto), com repertório repleto de composições de artistas da Tropicália.

“A gente já estava na pilha de fazer um bloco, o carnaval vinha crescendo em Brasília. No final de 2015, a gente se juntou e decidiu fazer o Divinas Tetas”, afirma um dos criadores do grupo, o produtor cultural Adolfo Neto.


Programe-se


» Arrota Mas Não Gorfa
Praça da Igreja Nossa Senhora do Rosário da Pompeia (Vila Planalto). Sábado, às 13h. Show com DJs Pezão, Cotonete e Manolo. Ingressos: R$ 120 (2º lote), R$ 85 (1º lote) e R$ 65 (associados Acerva). Classificação indicativa livre.

» Bonde das Montadas 
Museu da República (Eixo Monumental). Sábado, às 9h. Shows com diversas atrações musicais. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre. 
 
» Bloco das Perseguidas
Praça dos Prazeres (201 Norte). Sábado, às 15h. Diversas atrações musicais. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
 
» Bloco Ewè-Soul, groove e batucada
Ewè Etnogastronomia Bistrô (216 Norte Bl. D Subsolo). Sábado, das 15h às 21h. Show com banda Porta do Mundo e DJ Sá. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

» Bloco Gruvipi
Entre a Feira do Produtor e a escola pública (Vicente Pires). Sábado, às 14h. Shows com diversas atrações musicais. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.

» Bloco Ovelha Kids 
(QNP 19, Ceilândia). Sábado, às 16h. Diversas atrações musicais. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.
 
» Carnapati 2018 
(Estacionamento 4, Parque da Cidade). Sábado, às 10h. Bloco de carnaval de rua para crianças. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.

» Carnarock 2018
Poizé Pub (305 Norte). Sábado, às 19h. Show com Megera, Matebolic, Metal of Puppets, Stoned, Baleias Ñ São Peixes e Lookout. Ingressos: R$ 30. Não recomendado para menores de 18 anos.
 
» Carnaguariba 
Guariroba (EQNN 18/20). Sábado, às 10h. Shows com diversas rodas de samba. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre. 

» Concentra, mas não sai 
(404/405 Norte). Sábado, às 16h. Diversas atrações musicais. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
 
» Cuecão de Lycra 
Espaço Cultural Canteiro Central (SCS Q. 3). Sábado, às 19h. Shows com diversas atrações musicais. Ingresso: R$ 25. Valores referentes ao primeiro lote, meia-entrada. Não recomendado para menores de 18 anos.
 
» Essa Boquinha Eu Já Beijei 
Torre de TV (Eixo Monumental). Sábado, às 14h. O bloco Essa Boquinha Eu Já Beijei vai sair junto do Tuthankasmona. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
 
» Esquenta Mais Não Queima
(Rua 17 Sul, Águas Claras). Sábado, das 9h às 22h. Diversas atrações musicais. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

» Eu Também Vou Reclamar
(Via Boulevard Norte, Águas Claras). Sábado, das 15h30 às 22h. Diversas atrações musicais. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
 
» Filhos de São Jorge 
(Q. 6 cj G cs 27, Planaltina). Sábado, às 18h. Diversas atrações musicais. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
 
» Folia com a banda Marafreboi
Taguatinga Shopping (QS 1 Rua 210, Lote 40, Pistão Sul; Taguatinga). Sábado, das 14h às 19h. Show com a banda Marafreboi. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.
 
» Galinho de Brasília 
(SAS Quadra 4). Sábado, às 11h. Shows com diversas atrações musicais. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.
 
» KD Você
(QN 10/147, Quadra Cultural, Riacho Fundo 2). Sábado, às 14h. Shows com diversas atrações musicais. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.
 
» Mamãe Taguá 2018 
(Taguaparque). Sábado, às 17h. Shows com diversas atrações musicais. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre.
 
» Patubatê
(SCS). Sábado, às 15h. Show com Patubatê e diversas atrações musicais. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre. 
 
» Tuthankasmona - Tombando a Pyramide
Torre de TV (Eixo Monumental). Sábado, às 14h. Shows com diversas atrações musicais. Entrada gratuita. Classificação indicativa livre. 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade