Publicidade

Correio Braziliense

HUB consegue retomar os atendimentos aos pacientes da pediatria

 


postado em 09/06/2008 15:00 / atualizado em 09/06/2008 15:01

O Hospital Universitário de Brasília (HUB) reabriu o pronto-socorro pediátrico nesta segunda-feira (09/06). Desde o dia 15 de maio a unidade estava fechada por determinação da Defesa Civil depois de verificar falhas na estrutura das salas onde ficavam a unidade. A reabertuta permitirá que a equipe de 11 pessoas entre médicos, professores e alunos atenda a 60 pacientes por dia. No dia da interdição, o pronto-socorro de clínica médica também foi fechado. O prédio onde funciona o hospital-escola é o mesmo há 35 anos, e o hospital alega que não existe espaço físico para que os 150 pacientes diários da emergência sejam atendidos. Crianças O atendimento pediátrico, que tem demanda média de 1,2 mil pacientes por mês, não funcionará no mesmo local. O HUB transferiu as consultas para o andar térreo, no corredor de acesso ao Centro de Cirurgia Ambulatorial. A instalação montada para atender as crianças conta com três leitos de observação, um box de emergência e dois consultórios. Ela terá apoio da unidade de pediatria para casos que demandarem tempo de internação ou observação maiores. A montagem do pronto-socorro pediátrico obrigou a direção do hospital a deslocar o setor de faturamento, o anexo do arquivo e a secretaria do Centro de Cirurgia Ambulatorial para outros locais. O HUB estima que o funcionamento completo do pronto-socorro, com todas as suas unidades, deve acontecer dentro de seis meses, aproximadamente. O hospital universitário responde por 0,2% dos atendimentos de pronto-socorro do Distrito Federal e, segundo informa a assessoria, os alunos de medicina da Universidade de Brasília que realizavam a parte prática do curso com os atendimentos não estão sem estudar porque muitos procuraram outras unidades públicas de saúde para continuar a praticar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade