Publicidade

Correio Braziliense

UnB homenageia Gilmar Mendes

 


postado em 21/08/2008 08:47 / atualizado em 21/08/2008 08:49

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, teve um encontro com o passado na manhã dessa quarta-feira (20/08). Ele recebeu uma homenagem da Universidade de Brasília (UnB) em comemoração aos 30 anos de sua formatura, em agosto de 1978, quando o ministro foi orador da Turma Aliomar Baleeiro — uma homenagem ao ministro do STF falecido em 3 de março daquele mesmo ano. Na programação, um momento dedicado exclusivamente à recordação de histórias e memórias com professores e alunos. A comemoração, realizada no Auditório Joaquim Nabuco, também prestou homenagem aos professores daquela turma. Entre eles, o ministro aposentado do STF Sepúlveda Pertence, que integrou o Tribunal por 18 anos. Após a cerimônia, os presentes descerram a placa de comemoração do reencontro. Na saída, o ministro comentou alguns julgamentos importantes ocorridos no plenário do Supremo, como o do habeas corpus que limitou o uso de algemas em prisões a casos de extrema necessidade. Para o ministro, a eficácia e a efetividade do trabalho do STF se dão de duas formas: “pelo que ele faz e determina que faça, e isso é visível e perceptível, e pelo que ele evita que se faça, isso não é visível, mas, talvez, seja mais importante”. Para o ministro uma das ações importantes do STF é inibir sonhos e delírios de abuso de poder. “À medida que o tribunal fixa orientações relativamente firmes e seguras, ele inibe o prosseguimento dessas práticas e desestimula esse tipo de ação”, concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade