Publicidade

Correio Braziliense

Centro poliesportivo Ayrton Senna sofre com falta de manutenção

 


postado em 10/09/2008 16:39 / atualizado em 10/09/2008 16:40

Os freqüentadores do Centro Poliesportivo Ayrton Senna, que fica ao lado do ginásio Nilson Nelson estão preocupados com a má conservação do local. Banheiros quebrados, quadras em estado de abandono e falta de bebedouro com água filtrada são alguns dos problemas encontrados pela reportagem do correiobraziliense.com.br, que esteve nas quadras na manhã desta quarta-feira (10/09). O militar Sérgio Benedito matriculou um filho na escolinha de futsal e ficou espantado com a situação que encontrou. Pela primeira vez no local, Benedito recolheu garrafas de bebida alcoólica que estavam ao redor da quadra. Outra surpresa foi a falta de um bebedouro em condições de uso, já que o único que existe não filtra a água. "Imaginava uma situação melhor, já que é cobrada uma semestralidade e a disputa por vaga é grande", lamenta.

[VIDEO1]
No banheiro masculino o mau cheiro é grande, as descargas das privadas não funcionam e a encarregada da limpeza precisa jogar baldes d'água, para manter limpo o ambiente. Outro problema é a falta de eletricidade. O professor de educação física, Alexandre Coutinho, acredita que a energia foi desligada por causa da reforma no ginásio Nilson Nelson. "Sem luz, dificulta nosso trabalho e temos que encher as bolas no manual", conta. Nas quadras de tênis os problemas continuam. Sem reforma há anos, o piso está desnivelado e as folhas dos eucaliptos que ficam ao lado das quadras trazem perigo de acidentes. Foi o que aconteceu com o estudante Pedro da Costa, de 11 anos. Ele escorregou numa folha quando defendia uma bola jogada pelo pai e acabou com a perna ralada. "Essa sujeira atrapalha muito, a bola bate na folha ou no desnível e muda de direção", denuncia Pedro. O secretário de esportes Agnaldo de Jesus diz que o complexo esportivo ganhará reformas para se tornar um centro de excelência para atletas de alto desempenho. "Semana que vem estaremos reinaugurando o Nilson Nelson. O ginásio Cláudio Coutinho vai passar por uma reforma, depois de 18 anos fechado. Também serão reformadas as piscinas e todo aquela estrutura de quadras que fica ao redor", assegura o secretário.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade