Publicidade

Correio Braziliense

Combate à dengue inicia pela Vila Planalto

No Distrito Federal a doença já contaminou 536 pessoas entre janeiro e setembro deste ano. Entre os casos confirmados, 281 ocorreram com pessoas que se contaminaram fora do DF.


postado em 22/09/2008 16:26 / atualizado em 22/09/2008 18:19

Agentes da Vigilância Ambiental e funcionários da Adminstração de Brasília realizaram na manhã desta segunda-feira uma operação de retirada de entulho e inspeção de residências da Vila Planalto. A intenção foi identificar e remover locais com acúmulo de água da chuva, onde o mosquito Aedes Aegypti, transmissor do vírus da dengue, pode se desenvolver.
[VIDEO1]
Com o auxílio de um trator e de caminhões os funcionários da zeladoria retiraram entulho de áreas verdes e da porta de algumas casas. Para impedir que a população volte a jogar lixo em área pública, foram instaladas placas de advertência. Nas residências os agentes de vigilância vistoriaram ralos, plantas, calhas e outros pontos onde a água da chuva pode empossar e tornar-se ambiente ideal para o mosquito transmissor depositar suas larvas.

A doença

A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em conseqüência da dengue.

No Distrito Federal, a doença já contaminou 536 pessoas entre janeiro e setembro deste ano. Entre os casos confirmados, 281 ocorreram com pessoas que se contaminaram fora do DF. O número de casos confirmados de dengue diminuiu, quando comparado com o mesmo período em 2007. A redução foi de 16,6%. Este ano, as cidades que apresentaram maior índice de contaminação foram: Sobradinho II, Planaltina, São Sebastião,Taguatinga, Estrutural e Guará.

Entre os casos registrados, quatro foram de dengue hemorrágica. Um jovem de 17 anos, morador da Ceilândia, morreu depois de contrair a doença.

O Ministério da saúde recomenda que as pessoas procurem o serviço médico ao sentirem febre, dor de cabeça e dor no corpo. A automedicação pode ser perigosa, já que remédios à base de ácido acetilsalicílico (AAS), como aspirinas ou outros antiinflamatórios não esteroides (AINEs), normalmente usados para febre, podem facilitar a hemorragia. A pessoa com dengue deve ficar em repouso e beber líquidos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade