Publicidade

Correio Braziliense

Funcionária da OMS é vítima de seqüestro

 


postado em 11/11/2008 13:18 / atualizado em 11/11/2008 13:18

Uma funcionária da Organização Mundial de Saúde (OMS) foi seqüestrada próximo ao Setor de Embaixadas Norte, na tarde dessa segunda-feira (10/11), quando saia para o almoço. Segundo a vítima informou à Polícia Militar, ela conduzia o veículo na via quando uma mulher que estava no carona de uma motocicleta teria entrado no carro e rendido a vítima.

Depois de rodar pelo Parque da Cidade, os assaltantes seguiram para o Gilberto Salomão, no Lago Sul. Durante a ação, a mulher afirmou à polícia que chegou a ligar para o namorado dizendo que os assaltantes pediam R$ 30 mil para a sua liberação.

Com a demora do retorno da funcionária ao trabalho, a chefia de segurança dos escritórios das Nações Unidas comunicou o desaparecimento ao 5º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela segurança do corpo diplomático da capital federal. Na seqüência, a vítima fez contato com o escritório informando que havia sido deixada no Lago Sul.

 

Resgate 

“Minutos após iniciarmos as buscas, fomos avisados pela chefia de segurança de que ela teria sido deixada próximo ao Gilberto Salomão”, afirma o tenente-coronel Alair do Batalhão Rio Branco. Quando a Polícia Militar chegou ao local, a mulher estava muito nervosa e chorando, nas proximidades de um orelhão.

A vítima teria afirmado ao tenente-coronel Alair que não entregou dinheiro aos seqüestradores. Os bandidos conseguiram fugir. O crime está sendo investigado pela Delegacia de Repressão a Seqüestro (DRS). Até o momento, a reportagem do correiobraziliense.com.br não conseguiu contato com a delegacia responsável pela investigação do caso.

Candangolândia
Duas pessoas também foram vítimas de seqüestro relâmpago na noite desta segunda-feira (11/11) na quadra 4 de Candangolândia. Eles foram abordados por volta de 20h, enquanto a dona do veículo, um Gol vermelho, dava uma carona para o colega de trabalho. As vítimas – uma mulher de 24 anos e um homem de 32 anos - foram rendidas no momento em que se despediam.

 

Os seqüestradores roubaram uma bolsa com diversos pertences e cerca de R$ 350. Um deles foi preso e o outro continua foragido. Uma das vítimas foi agredida com uma coronhada na cabeça e, segundo a mulher, os bandidos também os ameaçaram de morte. Eles foram deixados entre a Granja do Torto e o Posto Colorado, em Sobradinho, com ferimentos leves.

 

Prisão
Em seguida, os seqüestradores seguiram para Sobradinho II. Mas, no meio do caminho, um deles desceu em um mercado. A Polícia Militar prendeu Alexssandro Bezerra de Lemos, 30 anos, a 100 metros da delegacia da cidade, como suspeito de praticar o seqüestro. Com ele foram encontrados R$ 216, fruto do crime. Alexssandro tem passagem pela polícia por dois assassinatos, roubo e furto e cumpria pena em regime aberto. A arma do crime não foi localizada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade