Publicidade

Correio Braziliense

Morre o primeiro juiz de Brasília

 


postado em 11/02/2009 16:55 / atualizado em 11/02/2009 21:10

Foi sepultado nesta quarta-feira (11/02) às 18h na Ala dos Pioneiros do cemitério Campo da Esperança o corpo do desembargador aposentado Lúcio Batista Arantes. Lúcio Arantes foi o primeiro juiz de Brasília e morreu na manhã desta quarta aos 90 anos. Lúcio Arantes era juiz da cidade de Planaltina (GO), quando foi convidado para ser juiz da nova capital. Em 1960 com a inauguração de Brasília passou oficialmente para o fórum do Distrito Federal. Primeiramente atuou principalmente em casos de disputa de terra e realização de casamentos, chegou a realizar 50 casamentos por dia, o que o fez ganhar o apelido de Santo Antônio de Brasília. Em 1976 assumiu a presidencia do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Em sua carreira atuou em casos importantes, entre eles o da menina Ana Lídia, assassinada em setembro de 1973, crime que causou comoção nacional.

Veja vídeo sobre a história de Lúcio Arantes
O desembargador deixa quatro filhos, entre eles o procurador-geral do GDF, Túlio Arantes. Além do legado juridico o desembargador também deixa sua marca na literatura. É autor dos livros Beco dos Aflitos e Do Barro Preto ao Planalto Central.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade