Publicidade

Correio Braziliense

Escolas públicas ganham consultório odontológico


postado em 28/08/2009 16:31 / atualizado em 28/08/2009 16:31

Os estudantes da rede pública do Distrito Federal contam com um importante aliado para cuidar da saúde bucal. É o projeto Dentista na Escola, lançado na manhã desta sexta-feira (28/8). Com o programa, 10 centros de ensino ganharam consultórios fixos de odontologia, para atendimento diário aos alunos do ensino fundamental.

Os principais serviços oferecidos são: restaurações em dentes permanentes e de leite; selante de fóssulas e fissuras; remoção e/ou alívio da dor; remoção de focos de infecção; periodontia (raspagem sub e supra-gengival); cirurgias menores e aplicação de flúor. O programa começa a funcionar de imediato.

O programa começa a funcionar de imediato em dez centros de ensino, mas o objetivo é levá-lo aos 334 mil alunos. As escolas com menos de 10 mil alunos, serão atendidos por unidades móveis. Três carretas e um trailler do Sesc, equipados com cadeiras odontológicas e aparelhos de raios X, vão percorrer as demais unidades, incluindo as da área rural do DF.

"Eu, quando criança, quebrei um dente. Meu pai não tinha como pagar o dentista e eu tinha vergonha de ir à escola. Não quero que isso aconteça com nenhuma criança do DF", disse o governador José Roberto Arruda, na inauguração do consultório do CEF 104 do Recanto da Emas. Arruda disse ainda que quer ampliar o programa.

Além do CEF 10, também ganharam consultórios fixos do Dentista na Escola: CAIC de Planaltina, CEF 206 do Recanto das Emas, CEF Telebrasília do Riacho Fundo I, EC 02 do Riacho Fundo II, EC Vila Boa de São Sebastião e quatro escolas do Paranoá - EC 01, CEF 01, CEF 03 e CAIC Sta. Paulina.

O programa é uma parceria entre a secretarias de Saúde e Educação e custou R$ 18 milhões. Além da implantação dos consultórios o governo comprou kits de higiene bucal e material didático.Neste primeiro momento 30 dentistas e 27 técnicos vão trabalhor no projeto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade