Publicidade

Correio Braziliense

Crime passional em Ceilândia


postado em 13/09/2009 21:20 / atualizado em 13/09/2009 21:28

Dois homens em disputa pelo coração de uma mulher, esse enredo é uma das linhas de investigação da 24ª Delegacia de Policia (Setor O) para um assassinato ocorrido na tarde deste domingo (13/09). O cenário escolhido para o trágico desfecho da história foi o conjunto G da QNR 05, em Ceilândia. A arma do crime, um revólver calibre 38.

Por volta das 15h, três disparos pelas costas tiraram a vida do ajudante de pedreiro Romério Nogueira Queiroz, 35 anos. Ele andava pela rua quando Evandro Nunes de Souza, de idade não divulgada, o alvejou. Com a vítima no chão e a gritaria na vizinhança, a Policia Militar que fazia uma ronda na área foi até o local. Quando os primeiros policiais chegaram ainda viram Evandro com a arma em mãos em fuga para dentro de uma das casas na rua.

Os PMs tentaram alcançá-lo, mas Evandro invadiu várias casas com o objetivo de despistá-los. Com a chegada de reforços, o homem foi pego dentro de uma das residências. A vítima era filho adotivo do presidente da Associação de Carroceiros da Ceilândia, Rafael Balduíno de Queiroz, que garante que o crime foi passional. "Os dois se conheciam, foi por causa de mulher", afirmou. O autor do crime negou, mas se recusava a dizer o motivo do assassinato.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade