Publicidade

Correio Braziliense INTERNAÇÃO

Depois de cirurgia, Niemeyer fica no CTI

Arquiteto tem febre, sente dores abdominais e precisa ser submetido a uma cirurgia para retirada da vesícula. Médicos informam que ainda não há previsão de alta


postado em 25/09/2009 08:41 / atualizado em 25/09/2009 08:47

Na terça-feira passada, Oscar Niemeyer não conseguiu participar de uma das aulas de filosofia que ocorrem em seu escritório, na Avenida Atlântica, em Copacabana, no Rio de Janeiro. Sentia-se febril. Seguiu para casa. Na quarta-feira, o arquiteto de 101 anos não foi trabalhar, raridade em seus mais de 70 anos de prancheta. À noite, com fortes dores abdominais e febre de 39 graus, precisou ser internado no Hospital Samaritano, em Botafogo.

(foto: Ricardo Miranda/Esp. CB/D.A Press - 9/1/09)
(foto: Ricardo Miranda/Esp. CB/D.A Press - 9/1/09)
Dezesseis horas depois de ser internado e de alguns exames, Niemeyer foi submetido a uma cirurgia para retirada da vesícula(1), realizada pelo médico José Ribamar Saboya Azevedo. “A cirurgia, que acabou às 14h30, foi bem-sucedida e transcorreu sem complicações. O arquiteto está lúcido e deve permanecer em observação por 48 horas no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) do hospital”, informou boletim médico assinado pelo clínico geral Fernando Gjorup. A operação durou uma hora e 45 minutos. Todo o procedimento foi assistido pelo neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho, sobrinho de Niemeyer e filho do também neurocirurgião Paulo Niemeyer, irmão do arquiteto, que morreu em 2004, aos 90 anos.

Pouco depois da cirurgia, Niemeyer Filho informou à família que o procedimento havia transcorrido sem nenhuma complicação e que o tio havia sido levado para o Centro de Terapia Intensiva para o período de recuperação pós-operatória. A vesícula, inflamada e com cálculos, foi retirada por videolaparoscopia. Mesmo assim, o arquiteto Carlos Magalhães, representante de Niemeyer em Brasília e amigo dele há quase 50 anos, estava apreensivo. “Foi tudo bem durante a cirurgia, mas não se pode esquecer que ele é um homem de 101 anos.” O boletim médico informou que ele está lúcido, mas que não há previsão de alta.

Mau jeito
O mais consagrado arquiteto brasileiro completará 102 anos em 15 de dezembro próximo. Em junho passado, ele foi internado com fortes dores lombares, causadas por um mau jeito ao se levantar de uma cadeira. Ficou apenas três horas no Hospital Cardiotrauma, Ipanema, bairro onde Niemeyer mora com a mulher. Depois de exames de sangue e radiografia, o médico Fernando Girotto receitou analgésicos e o liberou.

A cirurgia inesperada desta quinta-feira interrompe a atenção de Niemeyer para dois recentes e importantes projetos: uma torre de 60m em Niterói e o prédio destinado a uma biblioteca árabe-americana em Argel (Argélia), cidade onde o arquiteto desenvolveu projetos de mesquita, universidade e centro cívico, durante os anos de ditadura militar no Brasil.

Enquanto se recupera da cirurgia, uma exposição em Madri, Espanha, presta homenagem à originalidade e imaginação dos traçados e dos projetos de Niemeyer. A mostra organizada pela Fundação Cultural Hispano-Brasileira começou no dia 19 passado e vai até 22 de novembro. Dela constam fotos, filmes, maquetes e documentos originais da obra do arquiteto que desde os anos 40 atrai a atenção do mundo.

1 - Pequenos cortes
Método cirúrgico que consiste em, depois de uma anestesia geral, inserir uma câmera de vídeo no umbigo através de um corte bem pequeno. Outros pequenos cortes são feitos para a passagem dos instrumentos de cirurgia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade