Publicidade

Correio Braziliense

Greve dos bancários aumenta movimento nas casas lotéricas


postado em 25/09/2009 11:24

No segundo dia de greve dos bancários, nesta sexta-feira (25/9), as agências no Distrito Federal continuam fechadas. Os correntistas que procuram atendimento conseguem realizar algumas operações apenas nos caixas eletrônicos. O sindicato que representa a categoria ainda não divulgou o balanço do dia, mas estima que a adesão nas redes pública e privada aumentou.

Por causa da paralisação, o movimento nas casas lotéricas aumentou. Pagamentos de contas e até saques em dinheiro podem ser realizados nesses estabelecimentos. Roger Benac, presidente do Sindicato das Empresas Lotéricas do DF (Sindiloterias-DF), explica que tradicionalmente o fluxo de pessoas aumenta entre 30% e 40%. "É a média. Isso sobrecarrega um pouco a nossa estrutura, mas sempre que tem greve em bancos isso acontece", completa. No DF, há 200 lotéricas.

Ontem, primeiro dia da greve nacional dos bancários, 2.881 agências em todo o país fecharam as portas, conforme dados da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). Os funcionários reivindicam reajuste salarial de 10% e maior participação nos lucros. A proposta encaminhada pelos bancos prevê aumento de 4,5%.

A Federação Nacional de Bancos (Fenaban) – braço sindical da Febraban – divulgou nota informando que os clientes devem procurar canais alternativos de atendimento para evitar transtornos. "Todos funcionam e funcionarão normalmente, assim como os serviços de compensação de cheques, transferência de recursos via Documento de Ordem de Crédito (DOC) ou Transferência Eletrônica Disponível (TED), o recolhimento de depósitos e pagamentos nos caixas eletrônicos e o abastecimento de numerário desses equipamentos", reforça o comunicado oficial.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade