Publicidade

Correio Braziliense

Surdos de Brasília terão direito a intérprete


postado em 25/09/2009 17:07 / atualizado em 25/09/2009 17:16

Os deficientes auditivos de Brasília, em outubro, terão direito a um intérprete financiado pelo poder público. Pelo menos é o que promete a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejus-DF). O anúncio deverá ser feito no próximo sábado, junto à inauguração da Central de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais), na Praça do Cidadão, na estação do Metrô da 114 Sul.

 

A novidade faz parte das comemorações do Dia Nacional da Defesa da Pessoa com Deficiência Auditiva. A central vai funcionar dando suporte a todos os deficientes auditivos que necessitarem e solicitarem por meio de um pré agendamento, do auxílio de um intérprete.

A ideia é que esse profissional acompanhe os deficientes auditivos em consultas médicas e atendimentos em bancos e órgãos públicos, para que eles possam resolver questões pessoais sem grandes impedimentos. O serviço será gratuito.

Também no dia será feito um debate sobre políticas públicas para deficientes auditivos, às 9h, no Museu da República, na Esplanada dos Ministérios. Foram convidados quatro especialistas que virão de São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, para falar sobre o assunto. O evento é organizado pela Sejus-DF.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade