Publicidade

Correio Braziliense

Secretaria de Saúde ficará sem secretário pela segunda vez


postado em 08/12/2009 08:06

Em menos de um mês, uma das secretarias mais importantes do governo, a de Saúde, mudou de comando duas vezes. E até o fim da semana, haverá mais uma troca. O secretário Florêncio Figueiredo entregou ontem sua carta de demissão para o governador José Roberto Arruda (DEM). Ele ficará no cargo até quinta-feira, dia em que o DEM decidirá o futuro político de Arruda. Titular da pasta até o início da crise que desestruturou o governo, Augusto Carvalho (PPS) deixou o cargo definitivamente depois que vieram a público fitas de vídeo com suspeita de pagamento de propina aos distritais. Nas gravações feitas com a autorização da Justiça e com a ajuda do ex-secretário de Relações Institucionais Durval Barbosa, Augusto também é citado como beneficiário de um esquema de pagamento de propina. Depois de Carvalho, o segundo na hierarquia era Fernando Antunes, presidente do PPS-DF. Com a crise e o nome também envolvido no suposto esquema de corrupção, Antunes também saiu da secretaria. No fim da tarde, ele apresentou uma carta à direção do partido pedindo o afastamento da liderança da legenda. "É uma questão de coerência. Sempre defendi que em casos de suspeita, os investigados ficassem afastados de suas funções", afirma Antunes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade