Publicidade

Correio Braziliense

Padroeiros ganham celebração em Taguatinga

Festa que homenageia São Jorge e Santo Expedito movimenta a cidade durante quatro dias, com ampla participação dos fiéis da Igreja Ortodoxa, que tomou a iniciativa de realizar o evento


postado em 20/04/2010 09:14

Padre Caio Queiroz:
Padre Caio Queiroz: "A missão é propagar a devoção aos santos e divulgar a Igreja Ortodoxa" (foto: Paula Carvalho/Esp/CB/D.A Press )
Dois dos santos mais populares da Igreja Católica, São Jorge e Santo Expedito, ganharão quatro dias de festa em Taguatinga Norte. A Festa dos Padroeiros começou ontem à noite, na igreja batizada com o nome dos santos, localizada na Avenida Hélio Prates, com procissão, missa campal e shows de Marcos e Gustavo, além da dupla Rafael e Roniel. As celebrações serão interrompidas na quarta e na quinta-feiras, para não ofuscar as comemorações do aniversário da cidade, mas hoje, sexta e sábado, os frequentadores da festa, gratuita, terão muito com que se divertir.

Também haverá 20 barraquinhas de comidas típicas e 20 banheiros químicos. Ontem, um salão de beleza iniciou os serviços no meio da tarde. Na sexta-feira, um posto de atendimento do Na Hora será montado no local. Todos os serviços são gratuitos. Os fiéis ainda arrecadaram roupas e sapatos para organizar um bazar, disponível nos finais de tarde.

Hoje, às 19h, haverá a Santa Missa Campal de Cura e Libertação. Logo depois, às 21h, começa o show de Jhonny e Rahony. Na sexta-feira, a programação recomeça com a procissão de São Jorge, às 17h, outra missa de libertação e cura e termina às 21h, com a apresentação da dupla Pedro Paulo e Matheus. No sábado, último dia da programação, a missa de libertação será às 19h e às 21h terão início os shows das bandas Só Pra Xamegar, Cleber e Cauan e Rick e Rangel. Na entrada, será arrecadado um quilo de alimento não perecível.

Organização
“A missão é propagar a devoção aos santos e divulgar a Igreja Ortodoxa”, explica o padre Caio Queiroz, organizador do evento. Essa igreja é de tradição oriental, originária da Capadócia (atual Turquia), e seu chefe supremo é o patriarca, não o papa. O atual patriarca é Mar Inácio Zaqueu I, que vive em Damasco, capital da Síria. A principal diferença entre esta vertente e a Igreja Católica Apostólica Romana é que, na primeira, o celibato não é obrigatório. Ou seja: padres têm a opção de se casar.

No ano passado, a celebração chegou a reunir 33 mil fiéis. Nesta edição, os organizadores esperam um público de até 40 mil pessoas. Somente na sexta-feira, dia de São Jorge e quando a atração especial será a dupla Pedro Paulo e Matheus, a expectativa de público é de cerca de 15 mil pessoas. O custo do evento foi estimado em R$ 300 mil, proveniente de patrocínio do Governo do Distrito Federal e de arrecadação dos fiéis. “Uma paroquiana chegou a rifar um objeto entre os familiares e arrecadou R$ 150 para a festa”, revela Padre Caio. O governo cuida da infraestrutura geral, como palco, iluminação, alambrados e segurança. Cabe aos fiéis custear os alimentos e os brindes para sorteio.

Ontem, pouco depois de iniciar as atividades, o salão de beleza estava lotado. O caminhoneiro Osmar Bezerra, 59 anos, mora ao lado da igreja. Viu a movimentação e decidiu aproveitar os serviços do salão. “Estou quebrado. Por isso, decidi cortar o cabelo logo aqui”, explicou. Em seguida, ele vigiaria carros para ganhar um trocado. “Se a festa for como a do ano passado, vai ser muito legal”, avalia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade