Publicidade

Correio Braziliense

Catadores de lixo bloqueiam portão do lixão


postado em 23/08/2010 08:16

O incêndio do fim de semana no Lixão da Estrutural pode prejudicar o trabalho de hoje do Serviço de Limpeza Urbana (SLU). As chamas, que começaram no sábado, consumiram parte do material usado como fonte de renda pelos catadores de lixo de cooperativas do Distrito Federal. Revoltados, recicladores decidiram bloquear o portão do lixão.

O presidente da Central de Cooperativa de Catadores, Ronei Alves da Silva, afirmou que, mesmo que a medida prejudique as cooperativas, essa é a única forma de cobrar um ressarcimento pelos danos causados. Ele diz que o portão só será desbloqueado depois que houver um acordo.

De acordo com Silva, os estragos se estenderam a cerca de 100 trabalhadores. “Muitos tiveram materiais queimados, mas umas 35 pessoas tiveram um prejuízo incontável”, afirma. Ele disse que, tão logo o fogo começou, catadores alertaram funcionários da empresa prestadora de serviços em meio ambiente responsável pelo aterro da região, mas a resposta teria sido a de que as chamas não chegariam ao local. Minutos depois, as labaredas aumentaram e a empresa não conseguiu evitar os prejuízos.

Parque Nacional
Ontem de manhã, foi registrado um foco de incêndio no Parque Nacional de Brasília, situado próximo à Água Mineral, atrás do Regimento de Cavalaria e Guarda (RCG). O fogo foi controlado às 15h30. Trabalharam na equipe mais de 50 homens do Corpo de Bombeiros, que atuou com cinco carros e três caminhões pipas. A estimativa é que tenham sido danificados aproximadamente 300 hectares da área.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade