Publicidade

Correio Braziliense

Em 10 dias, bombeiros registram mais de 100 atropelamentos no DF


postado em 06/10/2010 10:38 / atualizado em 06/10/2010 12:42

Mais de 100 pessoas foram atropeladas nos últimos 10 dias, de acordo com a Central Integrada de Atendimento e Despacho (Ciade) do Corpo de Bombeiros. Só na manhã desta quarta-feira (6/10), até por volta de 10h, a corporação havia registrado quatros casos, nenhum deles grave.

Desde segunda-feira da última semana (27/9) até hoje, foram 107 registros de atropelamento nas principais vias do Distrito Federal. Segundo os bombeiros, destes, 54 aconteceram da segunda-feira da semana passada (27/9) até a sexta-feira (1º/10). Os outros 53 foram registrados de sábado (2/10) até esta quarta (6/10).

O último registro aconteceu, por volta das 9h, em frente à loja Polyelle, em Planaltina. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma pessoa foi atropelada e, em seguida, atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os outros três acidentes desta manhã aconteceram na 105 Norte, na 102 Sul e em Vicente Pires. Em ambos, as vítimas foram atendidas pelos bombeiros e encaminhadas com pequenas escoriações ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) e ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Relembre

O Correio Braziliense registrou outros casos nos últimos dias. No último dia 1º, Juçara Santos da Costa, 42 anos, morreu após ser atropelada por um caminhão no DF-180, altura do km 54, próximo à expansão de Samambaia. Além dela, um homem e um bebê de sete dias ficaram feridos.

Um homem ficou gravemente ferido depois de ser atropelado por um carro, na tarde de 8 de setembro, na Estrada Parque Indústria e Abastecimento. O acidente aconteceu em frente ao Park Shopping, embaixo do viaduto do metrô. Eudes Ferreira dos Santos, 23, foi encaminhado ao HBDF com traumatismo craniano.

No dia anterior, 7 de setembro, um homem morreu após ter sido atropelado na Estrada Parque Taguatinga-Guará (EPTG), antes da entrada de Águas Claras. O rapaz não resistiu e morreu antes do atendimento do Corpo de Bombeiros.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade