Publicidade

Estado de Minas

Metroviários decidem entrar em greve por tempo indeterminado


postado em 13/03/2011 21:15 / atualizado em 13/03/2011 21:59

(foto: Pedro Ladeira/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Pedro Ladeira/Esp. CB/D.A Press)
Em assembleia na noite deste domingo (13/3), os metroviários decidiram entrar em greve a partir desta segunda-feira (14/3) por tempo indeterminado. A partir de amanhã apenas 30% do efetivo vai trabalhar, como manda a lei.

De acordo com sindicato, houve uma tentativa de negociação com a direção do Metrô e com o GDF para conseguir melhorias para o transporte e para os funcionário, mas não obtiveram sucesso.

Ainda na segunda, os metroviários estarão reunidos na Praça do Relógio em Taguatinga às 10h. Dessa forma, caso ocorram novas negociações com o governo, os funcionários podem ser avisados rapidamente.

O sindicato aponta que os trens estão lotados e sucateados, além das filas constantes nas bilheterias e os equipamentos sem manutenção. De acordo com a assesoria de imprensa, o número de empregados do Metrô é de 1,2 mil pessoas, sendo mil servidores e 200 terceirizados. Quanto aos trens, apesar da frota ser de cerca de 32 vagões, é possível colocar apenas 22 em funcionamento.

Reuniões

Na segunda-feira (14/3), os representantes do sindicato têm uma reunião com a Secretaria de Governo às 15h para discutir questões relativas a greve. E na terça-feira (15/3), eles se reunem com a comissão de negociação do dissídio dos metroviários também para tratar da greve.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade