Publicidade

Estado de Minas

Agentes de saúde ameaçam entrar em operação tartaruga


postado em 05/05/2011 13:18 / atualizado em 05/05/2011 13:40

Os agentes de vigilância ambiental e os agentes comunitários do Distrito Federal poderão paralisar suas atividades a partir do próximo dia 11. Em assembleia realizada nessa quarta-feira (4/5), a categoria decidiu que, se o governo não responder as reivindicações até a data, os servidores passarão a trabalhar em operação tartaruga. Dessa forma, os atendimentos dos programas de prevenção à dengue e de saúde da família serão interrompidos.

O vice-presidente do Sindicato dos Agentes de Vigilância Ambiental e Agentes Comunitários de Saúde do DF, Aldemir Domicio, explica que a categoria deseja a reestruturação da carreira e o alinhamento dos salários com os de outros funcionários da pasta. “Todos os servidores da saúde recebem gratificações, nós não”, conta.

Segundo Domicio, há tentativas de negociação desde o dia 10 de fevereiro, mas a Secretaria de Saúde ainda não apresentou propostas para solucionar o impasse. “Tudo indica que realmente entraremos em operação tartaruga a partir da assembleia dia 11, é o que a categoria deseja. Só voltaremos a atuar regularmente quando houver respostas para as reivindicações”, aponta.

Por meio da assessoria, a Secretaria de Saúde informou que somente se manifestará sobre a situação quando for notificada.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade