Cidades

Carlos Sampaio começa a ler relatório do processo contra Jaqueline Roriz

postado em 08/06/2011 16:05

O relator do processo disciplinar instaurado contra Jaqueline Roriz, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), começou a ler, por volta das 15h45, o relatório do processo. De acordo Sampaio, não existem provas cabais para provar que a deputada recebeu R$ 420 mil para aprovar o Plano Diretor de Ordenamento Territorial. O relator se adiantou somente sobre esta acusação.

Por volta das 15h50, Carlos Sampaio abordou a questão do vídeo em que a deputada e o marido aparecem recebendo dinheiro de Durval Barbosa. Ele afirmou que o conselho deve se concentrar nesta questão. O relator afirma ainda que os atos indecorosos cometidos pelos deputados atentam contra o Parlamento e que deve ser analisado se o ato cometido em 2006 pela deputada fere a honradez da Câmara.

[SAIBAMAIS]O relator disse que o fato praticado por Jaqueline quando ela ainda não era deputada teve repercussão nefasta na atual legislatura. Carlos Sampaio afirma que atos indecorosos não conhecidos na época das eleições podem ser julgados na Câmara. Para ele, o fato político indecoroso se consuma quando chega ao conhecimento público. ;O fato [gravado em vídeo] só foi levado a público este ano, então deve ser julgado agora;, disse o relator.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação