Publicidade

Estado de Minas

Coronéis cedidos a órgãos da administração voltam ao quadro da PM


postado em 12/07/2011 07:55 / atualizado em 12/07/2011 07:58

Os oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) que até a semana passada estavam cedidos a outros órgãos da administração pública voltarão a integrar o quadro da corporação. Com as exonerações, o Governo do Distrito Federal devolve à PM 10 coronéis, visando assim atender às exigências da lei. A legislação atual permite apenas 39 homens na função, mas o quadro atual do governo local conta com 43. Desse total, 14 estavam lotados em outros órgãos.

Dessa forma, por mais que o contigente estivesse acima do permitido, havia, de fato, 29 coronéis na PMDF e, portanto, outras 10 vagas abertas. Caso não voltassem à corporação, outros militares seriam promovidos ao posto e a quantidade de coronéis chegaria a 53.

O secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, afirmou que o governo tem trabalhado para se adequar às determinações da lei. “Estamos buscando equalizar esses números. Essa situação gerava um descompasso, uma falta de sintonia entre a previsão legal e o quadro real”, justificou.

Pirâmide
Mesmo afirmando que a cessão dos militares não gerava problemas de ordem financeira ao governo, o secretário afirmou que o aumento na quantidade de coronéis também ocasiona problemas organizacionais dentro da própria corporação. “A estrutura da Polícia Militar é piramidal. Ela precisa ter um número pertinente à quantidade de postos de comando. Se tiver uma quantidade muito superior, corremos o risco de haver coronéis exercendo funções que não são típicas de um comandante”, afirmou.

A promoção dos militares ao cargo obedece uma lista organizada pela corporação. A promoção ocorre de forma imediata. Segundo Avelar, a relação com o resumo dos cargos preenchidos e abertos da PMDF deve ser fechada até o fim desta semana. Caso o GDF não realizasse o remanejamento, o documento será fechado com a oferta de 10 cargos de coronel. “Com a mudança, não vai haver vagas para promoção”, disse Avelar.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade