Publicidade

Estado de Minas

Malha viária de Brasília começa a ser digitalizada pelo Google Street View


postado em 31/08/2011 08:00

Um dos carros da empresa, devidamente equipado para o trabalho, percorre as ruas da cidade: malha viária de todo o DF será mapeada (foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)
Um dos carros da empresa, devidamente equipado para o trabalho, percorre as ruas da cidade: malha viária de todo o DF será mapeada (foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)

Após lançar, em outubro do ano passado, a consulta de imagens das vias dos estados de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Minas Gerais por meio da ferramenta Google Maps Street View, a gigante da internet começou os registros fotográficos nas regiões Centro-Oeste e Sul do Brasil. Há pelo menos duas semanas, três carros da empresa têm percorrido as pistas do Distrito Federal para mapear a malha viária de todas as regiões administrativas. Ainda não há uma previsão de quando os registros estarão disponíveis para consulta on-line, pois os arquivos são inseridos apenas depois de todas as fotos das regiões serem finalizadas.

O diretor de comunicação do Google Brasil, Felix Ximenes, explica que o Street View é uma funcionalidade adicional ao serviço de mapas da empresa e que oferece aos usuários uma visão de um observador em nível de solo. Segundo Ximenes, o aplicativo permite uma navegação em 360 graus por imagens de diversas ruas e áreas em todo o mundo. Apesar da inovação, o diretor não crê que os mapas tradicionais serão aposentados. “Encaramos essa visualização como adicional e complementar. No Google Maps é possível ter tanto uma visão do mapa em um formato clássico quanto uma visão aérea ou topográfica”, completou.

Visão social
De acordo com Renê Fraga, diretor da Roboz Social Media e responsável pelo blog Google Discovery, em cidades como São Paulo, por exemplo, a ferramenta tem sido utilizada como uma alternativa para orientação visual de rotas ou percursos dos usuários. Na opinião de Fraga, os mapas tradicionais não perderão espaço para consulta, mas a ferramenta permite um olhar complementar de cidades e países espalhados pelo mundo. “O Street View evidencia como são as representações sociais e culturais que cada lugar do mundo oferece visualmente. Você nem precisa sair de casa para visitar diversas cidades em todos os continentes”, frisou.

O blogueiro também avalia que a ferramenta tem como uma das principais limitações a ausência da possibilidade de se visitar estabelecimentos comerciais e locais públicos. “Seria interessante ver uma ampliação do projeto, assim como ocorreu nos Estados Unidos. Lá foi possível mapear os museus de arte. Outro problema está relacionado à privacidade das pessoas, mas o Google oferece a opção de remover a foto do serviço”, lembrou.

Quem viu o carro da Google pelas ruas do DF ficou curioso para saber do que se tratava. A empresária Paula da Silva Marques, 47 anos, mora em Porto Alegre (RS) e avistou o veículo próximo ao Congresso Nacional. “Também vi o automóvel na minha cidade, e espero que o serviço comece a funcionar o quanto antes. A tecnologia veio para nos ajudar”, comentou.

Novas informações
A empresa também tem investido em novidades para o Google Maps. Desde a última semana, o site informa os usuários sobre as condições climáticas, com ícones para definir sol, nuvens e chuva. Para ter acesso à previsão, basta acionar o comando no canto superior direito da tela.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade