Publicidade

Estado de Minas

Quatro pousadas irregulares são fechadas na Asa Sul em menos de um mês


postado em 06/09/2011 17:45 / atualizado em 06/09/2011 18:51

Mais uma pousada foi interditada na avenida W3 Sul nesta terça-feira (6/9). Em operação conjunta, a Secretaria de Estado da Ordem Pública e Social (Seops) e a Agência de Fiscalização do DF (Agefis) atuaram na quadra 703. Em menos de um mês, foi a quarta pousada fechada pelos órgãos.

A Seops, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que a ordem de interdição da pousada havia sido expedida em 2008, mas o estabelecimento continuava funcionando normalmente. Com o fechamento forçado, todos os objetos encontrados foram apreendidos e o responsável pelo local deverá pagar uma multa no valor de R$ 5.525,15. Ele pode ainda responder pelo crime de desobediência.

No momento da interdição, três hóspedes estavam registrados na pousada, que contava com um total de 20 alojamentos. Segundo a Seops, o local oferecia uma estrutura precária e cobrava diárias de R$ 50 e R$ 70. No último dia 25, outra pousada foi fechada na mesma quadra.

Comércio
Estabelecimentos comerciais nas quadras 700 da Asa Sul foram proibidos pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal, atendendo ao Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot), que destinava as quadras do SHIGS exclusivamente para residências.

Por meio de uma enquete realizada pelo Correiobraziliense.com.br, em julho deste ano, mais de 70% dos participantes afirmaram discordar da presença de comércios na região, com o argumento de que os estabelecimentos atrapalhavam os moradores das quadras 700.

José Américo, membro do Conselho Comunitário da Asa Sul, afirma que o resultado da enquete representa o posicionamento dos moradores. "Nós não queremos o comércio porque esta é uma área residencial e as atividades do comércio prejudicam as famílias que vivem aqui", afirma.

O problema, segundo José Américo, não é apenas com as pousadas, apesar de serem uma das queixas principais. "A luta dos moradores é contra qualquer atividade comercial nas quadras 700", comenta o morador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade